Clima económico aumenta e preços no consumidor aceleram em janeiro

O indicador de clima económico, que sintetiza os saldos de respostas extremas das questões relativas aos inquéritos qualitativos às empresas, aumentou entre novembro e janeiro, e os preços no consumidor aceleraram para 2,3% em janeiro, divulgou hoje o INE.

De acordo com a “Síntese Económica de Conjuntura” do Instituto Nacional de Estatística (INE), na perspetiva da despesa, o indicador de atividade económica aumentou de forma menos intensa em dezembro, tendo o indicador de consumo privado acelerado e o indicador de investimento apresentado uma diminuição em termos homólogos.

Segundo o instituto estatístico, os indicadores de curto prazo, disponíveis para dezembro, revelam uma aceleração real na construção e uma diminuição na indústria e nos serviços.

O índice de produção na construção acelerou para uma variação homóloga de 5,5% em dezembro, após ter aumentado 5% no mês anterior, sendo que, no quarto trimestre de 2023, aquele índice aumentou 5,4% (5,7% no trimestre precedente) e no total do ano de 2023 verificou-se um aumento de 5,8%, acelerando significativamente face a 2022 (2,3%).

O indicador quantitativo de consumo privado acelerou em novembro e dezembro, após ter desacelerado no mês anterior, e o indicador de confiança dos consumidores aumentou em dezembro e janeiro, após ter diminuído nos quatro meses anteriores.

Quanto ao investimento, o indicador de Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) diminuiu, em termos homólogos, em dezembro, após oito meses de taxas de variação positivas.

Lusa

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Artigos Relacionados

Imagem-WhatsApp-2024-04-11-as-19.09.38_be4c9fec

Faro recebe amanhã a 8ª “Meia Maratona Água de Faro”

Conversas-Boca-Aberta

“Conversas de Boca Aberta” chegam a Lagos

CAL_Estombar

Evento Desportivo “Caminhadas ao Luar 2023” distinguido com o prémio “Evento Desportivo do Ano”

Diretor:
Miguel Ângelo Morgado Henriques Machado Faísca
Nº de inscrição na ERC:
124728