Uma delegação do Governo, presidida pelo 1º Ministro, António Costa, esteve reunida, na 6ª feira, 12 de Janeiro, com o Conselho Regional do Algarve numa sessão que marcou o arranque da discussão sobre a Estratégia Regional para o Portugal 2030.

Esta sessão, que decorreu nas instalações da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento da Região do Algarve (CCDR), enquadrou-se no conjunto de audições promovidas pelo Governo e foi a segunda da ronda pelos vários Conselhos Regionais do país.

Durante a reunião, António Costa apelou aos membros do Conselho Regional do Algarve para apresentarem propostas, ao longo dos próximos três meses, coordenando com o presidente da CCDR Algarve, para serem consideradas durante a elaboração da estratégia.

A ideia do executivo é reunir consensos em torno da proposta que vai apresentar, de modo a conseguir, nomeadamente em relação ao programa de infraestruturas públicas, pelo menos uma maioria de dois terços no Parlamento.

À margem desta sessão, o ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, assumiu, em declarações à comunicação social, que a electrificação da linha ferroviária da região é uma prioridade para o Governo, devendo os primeiros concursos arrancar ainda ao longo deste ano. 

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses aproveitou a deslocação de António Costa ao Algarve para lhe entregar um documento no qual faz um levantamento do que considera serem as principais lacunas e deficiências da prestação de cuidados de Saúde na região, com o pedido de que sejam resolvidas.

Partilhar: