Volume de água desceu em 10 bacias hidrográficas em abril

O volume de água armazenado desceu no final de abril em 10 bacias hidrográficas e subiu em duas, comparativamente ao mês anterior, segundo dados do Sistema Nacional de Informação dos recursos Hídricos (SNIRH).

Das 60 albufeiras monitorizadas, 35 apresentavam disponibilidades hídricas superiores a 80% do volume total e seis inferiores a 40%.

A bacia do Barlavento algarvio, com 13,3%, apresentava no final de abril a menor quantidade de água armazenada, do global, tal como sucede há mais de um ano.

A média de armazenamento para o mês de abril na bacia do Barlavento é de 76,5%, segundo o SNIRH.

Com menor disponibilidade de água estavam também as bacias do Mira (35,7%) e Arade (39,6%).

Já as bacias do Ave (86,9%), Tejo (86,1%), Douro (85,2%), Mondego (83,5%), Cávado (83,3%), Lima (82,2%), Guadiana (81%), Oeste (77,2%) e Sado (60,1%) eram as que tinham os níveis mais elevados.

Os armazenamentos de abril de 2023 por bacia hidrográfica apresentaram-se superiores às médias de armazenamento de abril (1990/91 a 2021/22), exceto para as bacias do Mondego, Sado, Guadiana, Mira, Ribeiras do Algarve e Arade.

A cada bacia hidrográfica pode corresponder mais do que uma albufeira.

Lusa

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Artigos Relacionados

Edificio Câmara Municipal de Lagos

Câmara de Lagos quer comprar terrenos para ampliar a oferta habitacional

Noticia_BIBLIOTECA-MUNICIPAL

Biblioteca Municipal de Silves regressa à sua atividade normal com a reabertura da sala António Lobo Antunes

2024-042-Maios-EN125

Na celebração dos 40 anos dos Maios todos podem participar na exposição

Diretor:
Miguel Ângelo Morgado Henriques Machado Faísca
Nº de inscrição na ERC:
124728