Três concelhos de Faro em perigo máximo de incêndio

Os concelhos de Monchique, Portimão e Tavira, no distrito de Faro, apresentam hoje perigo máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

O IPMA colocou também cerca de 30 concelhos de Faro, Beja, Santarém, Portalegre e Castelo Branco em perigo muito elevado de incêndio.

Mais de 70 concelhos, de Faro, Évora, Beja, Lisboa, Santarém, Leiria, Portalegre, Coimbra, Castelo Branco, Guarda, Viseu, Vila Real e Bragança apresentam risco elevado de incêndio rural.

O perigo de incêndio, determinado pelo IPMA, tem cinco níveis, que vão de reduzido a máximo.

Desde o início do ano, as 2.524 ocorrências de fogo já afetaram 7.668 hectares de espaços rurais.

Os cálculos são obtidos a partir da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

O Instituto prevê pelo menos até sexta-feira um agravamento do risco de incêndio rural.

O IPMA prevê para hoje no continente céu pouco nublado, aumentando a nebulosidade no litoral Norte e Centro a partir do final da tarde, vento fraco a moderado e pequena subida de temperatura, em especial da máxima, no interior e na região Sul.

As temperaturas mínimas vão oscilar entre os 7 graus Celsius (na Guarda) e os 16 (em Faro) e as máximas entre os 19 (na Guarda) e os 28 (em Évora).

Lusa

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Artigos Relacionados

agitação

Nove distritos de Portugal sob aviso laranja devido a agitação marítima

Proyecto-EURES-Andalucia-Algarve-CEA-1-1024x704-1

Projeto EURES Transfronteiriço Andaluzia-Algarve | Fortalecimento da cooperação transfronteiriça entre as regiões

Edificio Câmara Municipal de Lagos

Lagos vai acolher cerimónia do Prémio de Arquitetura do Algarve

Diretor:
Miguel Ângelo Morgado Henriques Machado Faísca
Nº de inscrição na ERC:
124728