Subidas da Euribor sem efeito nos certificados que atingiu máximo em março

A taxa de juro das novas subscrições de certificados de aforro da Série E atingiu este mês o valor máximo previsto na lei (3,5%), pelo que novas subidas da Euribor a três meses já não terão efeito nesta taxa.

A Euribor a 3 meses é um dos fatores que integra a fórmula de cálculo da taxa de juro dos certificados de aforro da série E (a única que se encontra atualmente em comercialização), com a lei a determinar que desta fórmula “não poderá resultar uma taxa base superior a 3,5%, nem inferior a 0%”.

A subida deste indexante impulsionou a taxa de juro bruta dos certificados de aforro, tendo esta sido fixada em 3,5% em março, para as novas subscrições destes títulos de dívida pública.

“Efetivamente a taxa base dos Certificados de Aforro (CA) está limitada com o teto máximo de 3,5% bruta”, referiu à Lusa António Ribeiro, analista financeiro da Deco Proteste, precisando que esse limite foi atingido este mês.

Desta forma, explicitou, “mesmo que a Euribor continue a subir, os Certificados de Aforro não irão render mais de 3,5% brutos”. António Ribeiro lembra, porém, que os subscritores podem ainda contar com um prémio de permanência que está balizado em 0,5% entre o segundo e o quinto ano e que é de 1% a partir do sexto ano e até ao décimo.

A subida da taxa de juro dos certificados de aforro tem impulsionado a procura por este produto de poupança que em janeiro registou a entrada de 3.014 milhões de euros, um novo recorde mensal – quase metade do valor total subscrito ao longo de 2022.

De acordo com a informação disponibilizada pela Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP), no final de janeiro, os particulares tinham um total de 22.534 milhões de euros investidos em certificados de aforro.

No final de 2021, a poupança aplicada em certificados de aforro era de 12.469 milhões de euros.

A taxa de juro bruta para as novas subscrições e capitalizações de CA em dezembro foi fixada em 2,842%, tendo subido para 3,088% para as subscrições de janeiro e para 3,403% em fevereiro.

Lusa

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Artigos Relacionados

NOTICIA_GRUPO_CONFERENCIA´24

Desafios e oportunidades do Parque Natural Marinho do Recife do Algarve – Pedra do Valado

bolos8377_OCS

Estão abertas as inscrições para a 35ª Arte Doce

dia-do-brincar-2024

Insufláveis abertos à população nos dias 28 e 29 de maio para comemorar o Dia Internacional do Brincar

Diretor:
Miguel Ângelo Morgado Henriques Machado Faísca
Nº de inscrição na ERC:
124728