Projeto ECOXXI – Lagos alcançou melhor classificação a nível regional

Com uma pontuação final de 76%, Lagos conseguiu obter um dos melhores resultados de sempre na candidatura ao Projeto ECO XXI 2023, neste programa que identifica os municípios que se destacam a nível de sustentabilidade ambiental.

No passado dia 7 de novembro, no Grande Auditório do Centro de Congressos do Taguspark, em Oeiras, Lagos recebeu, pelas mãos do vereador com o pelouro do Ambiente, Luís Bandarra, a Bandeira Verde ECO XXI 2023.

Este prémio demonstra o trabalho contínuo do município na área da sustentabilidade ambiental, problemática urgente que tem sido uma das prioridades das estratégias da autarquia para uma proteção do Ambiente e da população.

Este ano, candidataram-se 66 municípios, uma das maiores participações registadas ao longo das 16 edições do programa. O Município de Lagos é um dos 18 municípios portugueses, que tem vindo a participar no ECO XXI desde o início deste Programa, em 2006. A participação neste projeto é voluntária, cabendo a cada município a decisão da apresentação da candidatura. A nível do Algarve, candidataram-se os municípios de Albufeira, Tavira e Vila do Bispo, sendo Lagos o município algarvio a obter melhor pontuação.

Em 2022, o município de Lagos, obteve a pontuação de 73,3%, um dos melhores desde o início da candidatura ao projeto e este ano o resultado final chegou aos 76%. Este resultado, corresponde a um crescimento face à edição de 2002, permitindo posicionar mais uma vez o município de Lagos no escalão 70%-80% e num dos melhores resultados dos últimos quatro anos.

Através da análise de 21 indicadores de sustentabilidade ambiental local, foi avaliada a prestação do município em várias áreas, valorizando as que apresentam uma melhor performance e identificando as que necessitam de melhoria, com vista à construção de um desenvolvimento sustentável e uma melhor qualidade ambiental do município.

Para o corrente ano, continuou a ser pontuado o Eco-Funcionário, um questionário online que integrou a candidatura, e cujos resultados, bem como a percentagem de participação dos colaboradores da autarquia (incluindo os membros do executivo) foi incluído na pontuação da candidatura, nomeadamente no indicador “Promoção da Educação Ambiental/ EDS”, por iniciativa do município (como bónus).

Destacam-se os indicadores onde se obteve uma pontuação máxima “Promoção da Educação Ambiental/ EDS” por iniciativa do município e “ Certificação de Sistemas de Gestão da Qualidade”.

De referir ainda os indicadores onde o município obteve uma pontuação próxima da máxima, “Cooperação com a Sociedade Civil em matéria de ambiente e de promoção do desenvolvimento sustentável; “Agricultura Sustentável e Desenvolvimento Rural” e “Turismo Sustentável”; sendo ainda que nestes dois últimos indicadores, Lagos destacou-se face aos restantes municípios candidatos.

O projeto ECOXXI é promovido pela ABAAE – Associação Bandeira Azul do Ambiente e Educação que procura promover, divulgar e reconhecer as boas práticas, políticas e ações dos municípios que mais apostam na sustentabilidade, incrementando a qualidade de vida da comunidade.

Mais informações, em https://ecoxxi.abae.pt/

Câmara Municipal de Lagos

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Artigos Relacionados

Hastear-das-bandeiras-1

Praias de Castro Marim voltam a conquistar Bandeira Azul, Praia Acessível e Qualidade de Ouro

Barao-a-Freguesia_OCS-1

Lagos exige desagregação de freguesias

IMG-1

Município de Lagoa e ADR lançam a 1ª Pedra da Vila D’ADR – ERPI e SADTítulo

Diretor:
Miguel Ângelo Morgado Henriques Machado Faísca
Nº de inscrição na ERC:
124728