Passageiros nos aeroportos nacionais crescem 12,5% em julho para 7 milhões

O número de passageiros nos aeroportos nacionais aumentou 12,5% em julho, em termos homólogos, para sete milhões, tendo-se registado neste mês um recorde no número médio diário de passageiros desembarcados desde que há registos, divulgou hoje o INE.

“Desde o início de 2023, têm-se verificado máximos históricos nos valores mensais de passageiros nos aeroportos nacionais”, avança o Instituto Nacional de Estatística (INE), detalhando que, em julho, se registou o desembarque médio diário de 117,2 mil passageiros, “valor superior ao registado em julho de 2022 (104,3 mil; +12,4%) e 11,1% acima do verificado em julho de 2019 (105,5 mil), o que corresponde ao valor médio diário mais elevado desde que há registos”.

De acordo com as “Estatísticas Rápidas do Transporte Aéreo”, no mês de julho movimentaram-se nos aeroportos nacionais sete milhões de passageiros e 18,7 mil toneladas de carga e correio, correspondendo a variações de +12,5% e -5,7%, respetivamente, face a julho de 2022. Comparando com julho de 2019, registaram-se aumentos de 10,8% e 1,5%, pela mesma ordem.

No acumulado de janeiro a julho de 2023, o número de passageiros aumentou 25,2% face a igual período de 2022, enquanto o movimento de carga e correio registou um decréscimo (-1,6%). Comparando com o mesmo período de 2019, registaram-se acréscimos de 11,8% e 8,2%, respetivamente.

Em julho deste ano, 81,7% dos passageiros desembarcados nos aeroportos nacionais corresponderam a tráfego internacional, num total de três milhões de passageiros, na maioria provenientes do continente europeu (69,0% do total), correspondendo a um aumento de 13,0% face a julho de 2022.

O continente americano foi a segunda principal origem, concentrando 8,6% do total de passageiros desembarcados (+9,1%).

Relativamente aos passageiros embarcados, 80,3% corresponderam a tráfego internacional, perfazendo um total de 2,7 milhões de passageiros, tendo como principal destino aeroportos no continente europeu (66,1% do total), registando um crescimento de 13,7% face a julho de 2022.

Os aeroportos no continente americano foram o segundo principal destino dos passageiros embarcados (9,8% do total; +13,6%).

Do total de 38.274.000 passageiros movimentados entre janeiro e julho, o aeroporto de Lisboa movimentou 50,0% (19,1 milhões), tendo crescido 27,1% quando comparado com o mesmo período de 2022 (+8,0% face a 2019).

Já o aeroporto do Porto concentrou 22,4% do total de passageiros e aumentou 25,7% (+15,2% comparando com 2019), enquanto o aeroporto de Faro registou um crescimento de 19,2% (+5,4% face a igual período de 2019).

Considerando o volume de passageiros desembarcados e embarcados em voos internacionais entre janeiro e julho, o Reino Unido foi o principal país de origem e de destino dos voos, com crescimentos de 20,8% no número de passageiros desembarcados e 22,4% no número de passageiros embarcados, face a igual período de 2022.

França ocupou a segunda posição, com acréscimos de 21,6% e 22,2%, pela mesma ordem, seguindo-se a Espanha, com “aumentos expressivos” face ao mesmo período de 2022 (+42,6% como país de origem de voos e +42,8% como país de destino).

Lusa

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Artigos Relacionados

Edificio Câmara Municipal de Lagos

Câmara de Lagos quer comprar terrenos para ampliar a oferta habitacional

Noticia_BIBLIOTECA-MUNICIPAL

Biblioteca Municipal de Silves regressa à sua atividade normal com a reabertura da sala António Lobo Antunes

2024-042-Maios-EN125

Na celebração dos 40 anos dos Maios todos podem participar na exposição

Diretor:
Miguel Ângelo Morgado Henriques Machado Faísca
Nº de inscrição na ERC:
124728