Na celebração dos 40 anos dos Maios todos podem participar na exposição

Este ano, quando se celebram quatro décadas da exposição dos Maios na Estrada Nacional (EN) 125, a organização convida todos os que queiram participar – residentes, instituições e associações do concelho a criarem um Maio e a expo-lo entre Marim e Alfandanga, no dia 1 de maio, com o propósito de valorizar e divulgar este património de origem popular.

Os Maios são bonecos que representam pessoas, em tamanho natural, vestidos e calçados. Na exposição na EN125 são colocados em pé, deitados ou sentados, isolados ou em grupo. Encenam uma atividade do quotidiano, que pode estar relacionada com atividades profissionais, de lazer ou pessoais.

A tradição dos Maios remonta a tempos ancestrais. A literatura antiga revela-nos que era uma celebração da primavera, assinalava o fim do inverno e o começo de um novo ano agrícola. 

No primeiro dia desse mês, o Maio era colocado à porta de casa, na açoteia ou por cima do telhado com o objetivo de pregar partidas e provocar o riso. Com o passar do tempo esta manifestação popular foi-se perdendo. Nos anos 80 a tradição foi revitalizada com a fundação do Futebol Clube de Bias.

A exposição tradicional dos Maios é um evento organizado pelo Futebol Clube de Bias que conta com o apoio do Município de Olhão e das juntas de freguesia do concelho.

Sugestões para a construção do Maio em tamanho natural:

· Qual é a mensagem que pretende passar com o Maio?

· Materiais para o enchimento e estrutura de apoio: trapos, roupas velhas, palha, esponjas, sacos de plástico ou jornais amachucados. É conveniente que o Maio possa estar sentado numa cadeira ou colocado numa estrutura rígida de forma a se manter em pé ou sentado;

· Como vestir o Maio: roupas e sapatos usados e adereços: colares, lenços, chapéus, luvas, flores, gravatas ou malas; 

· Cartaz com uma rima, escrita à mão ou a computador, dedicada à temática de cada Maio, como por exemplo, atividades profissionais, de lazer ou pessoais;

· Atribuição de um nome ao Maio; identificação do autor, da instituição e/ou associação;

· Pede-se cuidado para a boa fixação de todos os adornos/objetos utilizados na construção do Maio.

Como fazer para participar?

Para participar basta construir o seu Maio de acordo com as sugestões dadas anteriormente.

No dia 1 de maio, feriado do Dia do Trabalhador, até às 09:00, cada responsável pelo Maio deve colocar o seu boneco junto à EN125, entre Marim e Alfandanga, num sítio que não perturbe a segurança rodoviária e que tenha visibilidade. A partir dessa hora, um representante da Associação Futebol Clube de Bias  numera os Maios. Por volta das 15:00 os elementos do júri reúnem-se para atribuir pontos aos Maios expostos e eleger os vencedores de cada categoria.

Quais são as categorias que existem?

Tema livre, Escolas, trabalho individual, infantil (Maios pequenos) e trabalho de grupo.

Outras características dos Maios:

Autonomia de cada Maio ou grupo de Maios;

Diversidade na temática;

Diversidade plástica;

Intenção de desencadear surpresa ou provocação;

Intenção de fazer passar uma mensagem (no domínio da crítica, da sátira social, política ou social, ou apenas divulgação de hábitos e costumes locais, uma mensagem transmitida pela própria representação plástica e acentuada por textos escritos, quase sempre em verso)..

Câmara Municipal de Olhão

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Artigos Relacionados

Memória em Ação: As minhas Memórias, a Nossa História

Dia Internacional dos Museus celebrado em Lagos com memórias de Abril

Animal-100-CROAF

Centro de Recolha Oficial de Animais de Faro já recolheu um total de 1000 animais

Campanha-vacinacao

Campanha oficial de vacinação antirrábica 2024 arranca nas freguesias do concelho de silves

Diretor:
Miguel Ângelo Morgado Henriques Machado Faísca
Nº de inscrição na ERC:
124728