Município de Silves rejeita o aumento dos tarifários da água

O quadro de seca e falta de água no Algarve não é uma situação imprevisível. Há cerca de 20 anos era claro o processo de desertificação nas regiões do Alentejo e Algarve. Não existiu planeamento estratégico, plano de ação ou concretização dos investimentos relevantes. Os sucessivos governos nada fizeram, e hoje, tardiamente, num cenário extremamente difícil, anunciam medidas de fundo, que já deviam estar concretizadas, soluções drásticas e desproporcionadas, para resolver, temporariamente, o problema da falta de água.

Perante a escassez das reservas de água superficiais e subterrâneas, são inevitáveis os cortes nos consumos. Urge a execução de medidas imediatas que conduzam à poupança de água, medidas tomadas pelas entidades públicas (governo, autarquias), pelos agentes económicos e pelas populações, não tratando de forma igual o que é diferente.

Para o Município de Silves, dada a importância económica e social da agricultura, como elemento da soberania alimentar, é fundamental que as medidas impostas não periguem a sua sobrevivência e desenvolvimento sustentável.

O Município de Silves rejeitou em sede da Associação dos Municípios do Algarve (AMAL) o aumento dos tarifários da água – foi o único município a fazê-lo – que provocaria agravamentos de 15% no 2.º escalão, de 30% no 3.º escalão e de 50% no 4.º escalão. O 2.º escalão de consumo abrange a maioria esmagadora dos consumidores.

A nosso ver, é uma medida socialmente injusta e penalizadora dos rendimentos das famílias. Quem tem mais poder económico não deixaria de pagar e continuar a consumir. O Município de Silves considera que o caminho da poupança de água no volume do consumo humano (15%), que é absolutamente necessário, passa, essencialmente, pela consciencialização e sensibilização da população, na qual confiamos. Mas também, e por exemplo, por planos internos de contingência e pelo combate decisivo às perdas de água na rede de abastecimento público, usando os equipamentos e dispositivos tecnológicos já instalados e funcionais em todo o concelho de Silves, que em tempo útil, a autarquia projetou e candidatou a fundos comunitários.

Câmara Municipal de Silves

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Artigos Relacionados

Proyecto-EURES-Andalucia-Algarve-CEA-1-1024x704-1

Projeto EURES Transfronteiriço Andaluzia-Algarve | Fortalecimento da cooperação transfronteiriça entre as regiões

Edificio Câmara Municipal de Lagos

Lagos vai acolher cerimónia do Prémio de Arquitetura do Algarve

As-estruturas-estao-localizadas-em-Castro-Marim-e-Altura

Município de Castro Marim instala corações para depositar tampinhas solidárias

Diretor:
Miguel Ângelo Morgado Henriques Machado Faísca
Nº de inscrição na ERC:
124728