Município de Faro apresentou projetos vencedoresda quarta edição do Orçamento Participativo  

Proposta “Bairro Pintado”, que visa desenvolver projeto artístico para escadaria de acesso à escola primária de Vale de Carneiros e implementação de rampas de acesso, foi o mais votado entre os sete projetos vencedores nas quatro freguesias/ união de freguesias

O Município de Faro apresentou, na passada sexta-feira, os sete projetos vencedores da quarta edição do Orçamento Participativo de Faro, que contou com a maior verba de sempre (265.955 euros).

De um conjunto de 37 propostas iniciais apresentadas, acabaram por ir a votação, após análise técnica, um total de 16 candidaturas, tendo o projeto mais votado sido a candidatura “Bairro Pintado”, apresentada por Filipe Alves, em representação da associação Catálise Global, com um total de 336 votos. Este projeto, orçado em 17.220 euros, visa desenvolver um projeto artístico para a escadaria de acesso à escola primária de Vale de Carneiros e de implementação de rampas de acesso ao parque da Penha, na mesma zona.

O segundo projeto mais votado, com 289 votos, foi a candidatura “Cultura em Monte”, com um orçamento de 38.375 euros, que visa a concretização de um programa cultural para a freguesia de Montenegro em 2024 e 2025. O projeto, iniciativa do proponente Rui Guerreiro, prevê a realização de um encontro de marchas populares, a 22 de junho, um encontro de folclore e cante alentejano, a 6 de julho, uma festa da juventude, com participação de jovens artistas, no dia 14 de setembro, um encontro de charolas com participação de quatro grupos locais, no dia 7 de janeiro, e a Festa da Liberdade, com participação de três bandas locais, nos dias 24 e 25 de abril.

O terceiro projeto mais votado, com 212 votos, da autoria de José Manuel Sequeira Costa, é a criação de um campo de basquete 3×3, na zona do Bom João, que permita aliar a prática desportiva e a arte urbana, criando um local atrativo e melhorando o ambiente urbano, num investimento orçado em 40 mil euros.

Também vencedores foram os projetos de criação de três percursos pedestres, na zona de Montenegro e Gambelas, com cerca de 10 quilómetros cada, na freguesia de Montenegro (proposta de Eduardo Peyroteo, que recolheu 134 votos); o melhoramento do campo de basquete  da Rua da Amendoeira, em Faro (proposta de Bertina Santos, 90 votos); a recuperação de antigos poços públicos e lavadouros dos Gorjões e Colmeal com criação de zonas de descanso e lazer junto a percursos pedestres na freguesia de Santa Bárbara de Nexe (proposta de Osvaldo Serro, 83 votos) e ainda a recuperação da casa presépio do jardim público do Palácio de Estoi (proposta de José Paula Brito que recolheu 63 votos), todos orçados em 40 mil euros.  

Ao todo, os 16 projetos a votação no âmbito do Orçamento Participativo recolheram 1556 votos (1.306 online e 250 online assistidos) de um total de 1.297 pessoas. Dessas, 1.083 votaram apenas num projeto, enquanto 259 votaram em dois projetos distintos. Recorde-se, que neste âmbito, cada freguesia ou união de freguesias conta sempre com, pelo menos, um projeto vencedor.

O Orçamento Participativo nas Escolas do concelho premiou também nove candidaturas de alunos do 3.º ciclo e do ensino secundário, num investimento previsto de 9.781 euros.
No âmbito desta sessão, foi ainda feito um balanço das três edições anteriores do Orçamento Participativo, que já contam com oito projetos concluídos e outros nove em fase de desenvolvimento ou preparação, representando um investimento global superior a 555 mil euros.

No final da cerimónia, o Presidente da Autarquia, Rogério Bacalhau, manifestou-se “muito satisfeito com mais uma edição do Orçamento Participativo, onde existiram 37 ideias que acabaram por resultar em 16 projetos a votação, uma vez que, por vezes, há ideias que acabam por não ser viáveis ou que, no âmbito dos encontros participativos, acabam por se juntar entre si em projetos comuns”.

Para o autarca, “este é um projeto que permite que as pessoas pensem o espaço público e a envolvente onde vivem ou trabalham e transmitam essas ideias sobre as necessidades que sentem à sua volta, envolvendo-se também depois nos projetos e dando vida aos novos espaços”.

“Nesse sentido, nesta edição do Orçamento Participativo aumentámos ligeiramente o valor que tínhamos previsto [250 mil + 10 mil no OP escolas], de forma a permitir ter mais um projeto premiado”, concluiu o autarca Rogério Bacalhau, adiantando que, já em outubro de 2024, terá início a 5ª edição do Orçamento Participativo de Faro.

Câmara Municipal de Faro

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Artigos Relacionados

Animal-100-CROAF

Centro de Recolha Oficial de Animais de Faro já recolheu um total de 1000 animais

Campanha-vacinacao

Campanha oficial de vacinação antirrábica 2024 arranca nas freguesias do concelho de silves

lagoa1.png

Município de Lagoa marca presença na ExpoVacaciones em Bilbau

Diretor:
Miguel Ângelo Morgado Henriques Machado Faísca
Nº de inscrição na ERC:
124728