Lota Cool Market vai levar “Blue Fever” à zona ribeirinha de Portimão

5 a 9 de julho

Antiga Lota – Zona ribeirinha

Um dos eventos marcantes no início do verão, o Lota Cool Market estará de regresso à zona ribeirinha de Portimão entre 5 e 9 de julho, assentando a edição deste ano na consciencialização ambiental e preservação do meio aquático, sob o tema “Blue Fever”.

Considerado “o mercado mais cool do sul”, o evento decorrerá das 18h00 à 01h00 e aumenta a área ocupada, prometendo mais dinamismo, nomeadamente no Jardim Visconde Bivar através do Young Cool Vibe, espaço dedicado a cinco jovens artesãos, um por cada final de tarde, que em pequenos workshops demonstrarão a sua arte ‘cool’ na ótica do mar, do surf e da proteção dos oceanos.

Como vem sendo habitual, funcionará uma zona de restauração composta por 12 foodtrucks e pequenos veículos, enquanto no largo fronteiro à antiga Lota vão marcar presença três dezenas de artesãos e produtores locais, o que fará com que a oitava edição do Lota Cool Market registe um acréscimo de criativos nacionais com produtos originais, feitos à mão, constituindo esta montra uma excelente oportunidade para que promovam a sua oferta junto do grande público.

Também nessa área vai funcionar o palco Choque Frontal ao Vivo, dinamizado pelo popular programa radiofónico da Alvor FM, que receberá concertos todas as noites com o seguinte calendário: 5 de julho – Filipa Sousa e Mário Inácio (20h00) e Brasa Doirada (22h00); 6 de julho – João Vila Nova e André Pereira (20h00) e Fernando Leal & Banda (22h00); 7 de julho – Macadamia (20h00) e Domingos Caetano, dos Íris (22h00); 8 de julho – Carmen Danen (20h00) e Tércio Nanook “One man show” (22h00); 9 de julho – José Francisco (20h00) e Knightriders / Tributo Anos 80 (22h00).

Nos diversos foodtrucks existentes, os visitantes poderão consumir street food para todos os gostos, entre comida vegan e vegetariana, até hambúrgueres, hot dogs, pizza, empanadas e crepes doces e salgados, tripas de Aveiro, waffles belgas, brigadeiros e gelados soft. Para acompanhar, não faltarão a marca de gin alentejana Black Pig, a ginja em copinhos de chocolate, licores algarvios Granny’s Flavor e os melhores vinhos da região.

Quanto ao artesanato e novo design, as marcas presentes inspirarão à reutilização e reciclagem de materiais, como também à preservação aquática que, através da arte, ganham vida nova, podendo ser encontrados no Lota Cool Market produtos como peças em crochê e macramê, vestuário, bijuteria botânica e cosmética natural, entre outros.

Por sua vez, a Happy Van apresentará uma carrinha pão de forma que serve de Photobus para captar boas recordações do evento, não faltando pinturas com tinta de henna e insufláveis para as crianças.

De novo considerado um ecoevento graças à parceria com a Algar, no Lota Cool Market será estimulada a prevenção e redução de quantidades de resíduos produzidos, com separação de embalagens e a recolha seletiva e encaminhamento para reciclagem das quantidades produzidas no recinto.

Estão, assim, reunidas as condições para cinco dias de criatividade num ambiente descontraído, que convidam os visitantes a passar bons momentos, entre a descoberta de novas marcas e a degustação da mais deliciosa ‘comida de rua’.

“O Lota Cool Market é já uma referência e tem vindo a conquistar cada vez mais público pelo seu espírito jovem e descontraído, além de ser um evento amigo do meio ambiente. Queremos dar um ‘salto’ e, por isso, a nossa aposta em ocupar mais área e oferecer mais momentos de animação”, realça a organização, a cargo da Associação Teia D’Impulsos, que conta com a parceria do Município de Portimão e os seguintes apoios: Portos de Sines e do Algarve, Luís Pinto Mediação Seguros, EMARP, Super Bock, Vinhos do Algarve, Visit Algarve, Prime Digital, Choque Frontal ao Vivo, Sul Informação, Tomorrow e Alvor FM.

Câmara Municipal de Portimão

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Artigos Relacionados

2024-072-Festival-Pirata-de-Olhão-2024-site

Piratas ‘invadem’ Olhão de 24 a 27 de julho

Economia portuguesa melhora

Rendas dos novos contratos de habitação sobem 10,6% em 2023 para 7,21 euros/m2 – INE

Diretor:
Miguel Ângelo Morgado Henriques Machado Faísca
Nº de inscrição na ERC:
124728