Lagos apresenta plano de desenvolvimento cultural e artístico

A proposta de “Plano Estratégico para a Cultura de Lagos” foi ontem apresentada publicamente no Auditório Paços do Concelho Séc. XXI. Tendo 2030 como horizonte temporal para a respetiva implementação, o documento tem como foco a valorização do território, comunidades e agentes locais e regionais enquanto promotores ativos da cultura e artes em Lagos.

Com trabalho e experiência na área, o plano foi elaborado pela OPIUM, que apresentou este documento estruturante perante uma plateia com forte presença de associações e agentes culturais, mas também da CCDR Algarve, representada por Elsa Cavaco, Chefe de Divisão de Ação Cultural. Numa primeira fase, foram referidos os resultados do diagnóstico realizado ao longo de um ano e que permitiram traçar um perfil do concelho, dos seus públicos e da atual atividade cultural e artística. A partir dessa análise, foram então desenhados os maiores desafios e oportunidades que serviram como ponto de partida para a visão estratégica e plano de ação propriamente dito.

O documento, inovador e ainda pouco promovido entre as autarquias portuguesas, apresenta como base três eixos – Territórios Criativos, Comunidades Criativas e Agentes Criativos. Tratando-se de um dos municípios do Algarve mais multiculturais, que mais investe em Cultura e já com uma forte e dinâmica atividade do tecido associativo local, as ações propostas destacam a interligação entre a valorização das suas valências territoriais, a educação dos públicos e a capacitação dos agentes culturais. Nesse sentido, os alicerces do plano para a política cultural da autarquia passam por criar as “Fundações” (conjunto de infraestruturas e serviços fundamentais para assegurar o acesso à cultura e educação), passando para a “Difusão” (conjunto de políticas, inclusas e diversificadas, para uma distribuição da oferta equilibrada em todo o território) e posteriormente para a “Emancipação” (novo paradigma em que todos os lugares e todos os cidadãos são agentes produtores e promotores de cultura).

Para Sara Coelho, vereadora da Câmara Municipal de Lagos com o pelouro da Cultura, “este documento é fundamental para nos orientar para o futuro do desenvolvimento cultural de todo o concelho de Lagos, com base na sustentabilidade, educação, diversidade e ambição, mas também num reforço das nossas políticas com vista à valorização de Lagos enquanto destino cultural de referência, em articulação com agentes locais e restantes municípios algarvios”.

O “Plano Estratégico para a Cultura de Lagos” entrará nas próximas semanas em processo de debate público, sendo depois apresentado aos órgãos competentes, nomeadamente em Reunião de Câmara e Assembleia Municipal.

Assista à apresentação na íntegra na página de YouTube do município.

Câmara Municipal de Lagos

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Artigos Relacionados

Captura de ecrã 2024-07-23 181509

Os Bilhetes da 43ª Edição da FATACIL já se encontram à venda

Regata Lagos Palos 3

Regata dos Portos dos Descobrimentos teve partida em Lagos

2024-072-Festival-Pirata-de-Olhão-2024-site

Piratas ‘invadem’ Olhão de 24 a 27 de julho

Diretor:
Miguel Ângelo Morgado Henriques Machado Faísca
Nº de inscrição na ERC:
124728