Inaugurada exposição pioneira de arte em sal em Castro Marim

A exposição pioneira que transforma sal em arte, assinada por Pedro Seromenho, foi inaugurada na Casa do Sal em Castro Marim na sexta-feira, dia 26 de janeiro, com o artista a terminar a instalação artística principal ao vivo.

A mostra “Pôr-do-Sal” inclui dez desenhos de profissões tradicionais e uma instalação artística com 12 metros, que transmite uma mensagem de sensibilização para o problema da seca no Algarve e destaca alguns pormenores históricos e únicos da região.

“É uma forma bonita, encantadora e inesquecível de projetarmos o nosso ouro branco”, disse a vice-presidente do Município de Castro Marim, Filomena Sintra, durante a inauguração.

A mostra deste projeto retrata pastores, pescadores, aguadeira, salineiros ou cesteiros e promoveu no concelho uma residência artística de Pedro Seromenho durante uma semana, com workshops e oficinas dirigidas às crianças.

O momento de inauguração da exposição foi o culminar de muitas horas de trabalho, com o artista a terminar a obra ao vivo e à vista de todos os presentes, que tiveram a oportunidade de observar de perto a técnica desta arte efémera, ao som da harpista algarvia Helena Madeira.

O sal utilizado nesta exposição foi retirado nas salinas de Castro Marim em setembro do ano passado, cujo processo pode ser visualizado através de um vídeo disponível numa das salas da Casa do Sal.

Inspirado pelas salinas da Reserva Natural do Sapal de Castro Marim e com o sal como material de eleição e protagonista, Pedro Seromenho iniciou assim este projeto que seguirá posteriormente num périplo por outros territórios, considerando-o como uma homenagem à profissão do salineiro.

Pedro Seromenho nasceu no Zimbabué, reside em Braga e é licenciado em Economia. Em 2006 estreou-se na literatura infantojuvenil, tendo já 18 livros publicados, e é atualmente considerado como uma referência como contador de histórias.

Câmara Municipal de Castro Marim

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Artigos Relacionados

2024-072-Festival-Pirata-de-Olhão-2024-site

Piratas ‘invadem’ Olhão de 24 a 27 de julho

Economia portuguesa melhora

Rendas dos novos contratos de habitação sobem 10,6% em 2023 para 7,21 euros/m2 – INE

Diretor:
Miguel Ângelo Morgado Henriques Machado Faísca
Nº de inscrição na ERC:
124728