Governo não vai declarar “para já” situação de alerta devido aos incêndios

O ministro da Administração Interna disse hoje que “para já” não vai ser declarada a situação de alerta devido aos incêndios rurais, tendo em conta a resposta do dispositivo ao combate e as condições meteorológicas.

“Quer pela resposta do dispositivo, quer pelo número de incêndios, quer pela alteração que parece ser positiva do movimento dos ventos e também porque tem havido, de ontem [domingo] para hoje, uma relativa reposição da humanidade noturna, para já não vai ser determinada a situação de alerta”, afirmou aos jornalistas José Luís Carneiro.

O ministro, que falava após ter sido feito um balanço da operação de segurança da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que terminou no domingo em Lisboa, considerou também que os meios e o dispositivo de combate aos fogos “está mostrar eficiência” neste momento.

“O dispositivo está a conseguir demonstrar capacidade na resposta aos incêndios, apesar de termos tido dois grandes incêndios e de maior dimensão de área ardida”, disse, referindo-se aos fogos em Proença-a-Nova (Castelo Branco) e Ourém (Santarém).

No domingo, a secretária de Estado da Proteção Civil afirmou que Governo estava a ponderar declarar situação de alerta devido ao elevado perigo de incêndios rurais nos próximos dias, em que se prevê um quadro meteorológico “complexo”.

Lusa

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Artigos Relacionados

2024-072-Festival-Pirata-de-Olhão-2024-site

Piratas ‘invadem’ Olhão de 24 a 27 de julho

Economia portuguesa melhora

Rendas dos novos contratos de habitação sobem 10,6% em 2023 para 7,21 euros/m2 – INE

Diretor:
Miguel Ângelo Morgado Henriques Machado Faísca
Nº de inscrição na ERC:
124728