Albufeira está a acolher, ao longo dos dias de hoje e amanhã (20 e 21 de Outubro), o 17º Congresso da Associação Nacional de Transportes Públicos Rodoviários de Mercadorias (ANTRAM), que tem como mote: “O futuro começa hoje”.

No decorrer da sessão inaugural, que contou com a presença do Secretário de Estado das Infraestruturas, Guilherme D’Oliveira Martins, o presidente da ANTRAM, Gustavo Paulo Duarte, alertou para “a necessidade de estarmos atentos aos inúmeros e crescentes desafios e ameaças que os transportadores rodoviários de mercadorias portugueses enfrentam na Europa”.

“Os nossos colaboradores atravessam fronteiras todos os dias e, como tal, o Governo tem que olhar para nós, tem que nos proteger, mas, acima de tudo, tem que nos dizer qual será o nosso futuro”, acrescentou o responsável.

Gustavo Paulo Duarte reiterou que “este congresso possui uma relevância acrescida, uma vez que em Portugal se vivem incertezas quanto ao futuro do sector, com os custos a aumentar, nomeadamente as portagens, as taxas ambientais e os aspectos burocráticos.

No painel da tarde, que conta com a participação do eurodeputado Francisco Assis, do economista António Mendonça, do diplomata Fernando d’Oliveira Neves e de António Ramalho (CEO do Novo Banco), têm vindo a ser debatidas matérias de interesse do sector, de âmbito europeu.

Questões como o reforço da união ou o agravamento dos nacionalismos; a regulamentação comunitária excessiva e a burocracia; a crise das dívidas soberanas; a vaga de imigrantes e o impacto do Brexit ou da situação que se vive na Catalunha são alguns dos temas em análise.

O Congresso continua durante o dia de amanhã, Sábado, com um programa que se inicia às 9h45 e que se prolonga até às 18h30. O futuro do transporte de mercadorias em Portugal e o camião no quadro da nova revolução do sector são dois dos grandes temas em análise.

Partilhar: