Dia do município em Lagos foi vivido com emoções fortes

A celebração do Feriado Municipal de Lagos, assinalado na passada sexta-feira, dia 27 de outubro, ficou marcada pela homenagem a individualidades e entidades que se destacaram nas mais variadas áreas, da economia à cultura e intervenção social, passando pelo desporto e associativismo, do serviço público e da vida política à atividade privada e empresarial. Para Hugo Pereira, “por mais obras de tijolo que nesta data se pudessem inaugurar, dificilmente se conseguiria competir com o trabalho feito (pelos homenageados) em prol da comunidade”.

O primeiro momento de reconhecimento público aconteceu logo pela manhã, na Praça Gil Eanes, no contexto da cerimónia de hastear das bandeiras, com a entrega de alfinetes de lapela aos trabalhadores do município e das freguesias que completaram 35 ou mais anos de serviço. A presidente da Assembleia Municipal, Maria Joaquina Matos, aludindo à importância do trabalho realizado no âmbito das autarquias locais para o desenvolvimento do território e para a qualidade de vida das populações, referiu que “o Poder Local tem rosto e esse rosto são os funcionários da Câmara e das juntas de freguesia” que diariamente e desde há muitos anos trabalham para prestar um serviço público à comunidade em áreas determinantes para o seu bem-estar. Hugo Pereira, por seu turno, recordou o histórico desta homenagem e as condições que, este ano reunidas, permitiram dar continuidade a esta prática.

As homenagens continuaram no período da tarde, no âmbito de uma Sessão Solene que procurou fazer jus ao mérito que caracterizou o percurso das nove entidades agraciadas com a Medalha de Mérito Municipal. Duas empresas (a Sopromar e a Nautipraia), um clube desportivo (o Andebol Clube Costa Doiro) e seis cidadãos de Lagos (Emílio Anino, Maria Luísa Teixeira, Conceição Correia, Hugo Alves, Marta Alves e André Guerra dos Santos) foram distinguidos pelo contributo dado ao engrandecimento e projeção do nome de Lagos, assim como pelo impacto positivo da sua ação na comunidade. Um momento que serve não apenas para reconhecer o mérito de quem praticou tais atos, como para inspirar outros a seguir esses bons exemplos de trabalho, dedicação, dinamismo, criatividade, seriedade, tolerância e generosidade. Atributos cada vez mais necessários para que a comunidade, no seu todo, esteja à altura de enfrentar os desafios atuais e futuros.

Sem desviar a atenção do protagonismo devido às entidades homenageadas, Hugo Pereira aproveitou a sua intervenção para concretizar e enumerar alguns desses desafios, sublinhando a carência habitacional, as alterações climáticas e a escassez dos recursos hídricos, como três dos problemas que suscitam a atenção e intervenção das entidades públicas, mas que devem convocar a sociedade no seu todo.

A par da componente mais formal e protocolar, diversos momentos culturais enriqueceram estas comemorações, com destaque para as exposições “Arte Xávega” (fotografia) de Dina Salvador e “Luis Lemos – 40 anos de pintura”, inauguradas no renovado e reaberto Centro Cultural de Lagos, que estarão patentes para visita neste espaço até ao final do ano, e para o lançamento do livro “Descobre Lagos – histórias e curiosidades sobre as suas localidades”, o terceiro número de uma coleção pensada para despertar o interesse de crianças e jovens, e respetivas famílias, pela história, cultura e tradições locais, e da obra “Carlos Cabral – 50 Anos de Glórias Desportivas” que faz encher o Auditório do Ed. Paços do Concelho Séc. XXI.

Câmara Municipal de Lagos

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Artigos Relacionados

Animal-100-CROAF

Centro de Recolha Oficial de Animais de Faro já recolheu um total de 1000 animais

Campanha-vacinacao

Campanha oficial de vacinação antirrábica 2024 arranca nas freguesias do concelho de silves

lagoa1.png

Município de Lagoa marca presença na ExpoVacaciones em Bilbau

Diretor:
Miguel Ângelo Morgado Henriques Machado Faísca
Nº de inscrição na ERC:
124728