O défice público português no 1º semestre do ano foi de 1,9% do Produto Interno Público (PIB), correspondente a -1.794,4 milhões de euros, revela o Instituto Nacional de Estatísticas (INE).

Em comparação idêntico período do ano transacto, verificou-se uma diminuição de 1,2 pontos percentuais, uma vez que, entre Janeiro e Junho de 2016, o défice registado foi de 3,1%.

Reagindo à divulgação destes dados, o Ministério das Finanças veio, em comunicado, congratular-se com eles e referir que “corrigido de efeitos temporários – pagamento de metade do duodécimo do subsídio de Natal, nos salários e pensões, e da antecipação dos reembolsos do IRS – o défice situar-se-ia em 1,33%.”

Pelas contas da equipa liderada por Mário Centeno, isso significa que “objectivo orçamental do corrente ano será assim alcançado.” Recorde-se que esse objectivo é de que o défice deste ano seja de 1,5%.

 

Partilhar: