Assinatura do protocolo contou com a presença do Secretário de Estado do Emprego, Miguel Cabrita

O IEFP – Instituto de Emprego e Formação Profissional, a Câmara Municipal de Loulé e o Consórcio Caravela Startup Algarve celebraram um acordo de colaboração, na sexta-feira 16 de Dezembro, que visa dinamizar o Ninho de Empresas de Loulé (CACE), passando este a ser designado de Centro de Incubação e Aceleramento Empresarial de Loulé – Algarve.

O objectivo é fomentar o aparecimento de novas empresas na região, potenciando o desenvolvimento socioeconómico no Algarve, reduzindo o desemprego e diversificando e modernizando a atividade produtiva e empresarial.

De acordo com comunicação da autarquia, o IEFP continuará a assumir os custos com esta estrutura, nomeadamente em termos de funcionamento e segurança, bem como a ter responsabilidades no que diz respeito à apreciação e aprovação de candidaturas aos seus programas que envolvam beneficiários do Centro para o apoio a iniciativas de emprego, formação e desenvolvimento.

Já o Consórcio Caravela Startup Algarve, constituído pelo Círculo Teixeira Gomes – Associação pelo Algarve, pela REGIOTIC, Associação Empresarial para as Tecnologias de Informação, Comunicação e Desenvolvimento do Algarve e Associação IBN QASI, ficará responsável pela gestão, promoção e desenvolvimento deste Centro de Incubação e Aceleramento Empresarial, constituindo a equipa técnica e assegurando em permanência a capacidade de atendimento e aconselhamento no Centro.

Por outro lado, entre outras, o consórcio irá manter as funções de incubação empresarial e formação profissional essenciais atualmente asseguradas no Ninho de Empresas, ampliando-as com as seguintes ações: pré-incubação e apoio à criação de empresas, incubação virtual, aconselhamento empresarial, promoção de áreas coworking, áreas de formação empresarial, organização de eventos e seminários, aconselhamento, incentivos e fundos para o investimento e marketing, em todos os setores de atividade.

Por seu lado, a Autarquia de Loulé, que fará parte da Comissão de Acompanhamento do Centro de Incubação e Aceleramento Empresarial de Loulé – Algarve, dará o apoio promocional, integrando nas suas ações de promoção económica e de oportunidades de negócio do Concelho, as empresas alvo de incubação e eventos relacionados com as mesmas.

Outra das medidas tomadas pelo executivo diz respeito ao desagravamento da carga fiscal, com a aprovação da não aplicação do imposto da derrama em 2017, por forma a promover o investimento e a criação de emprego.

Partilhar: