Autoridades registam 15.000 infrações, quase 1.000 por uso de telemóvel ao volante

Cerca de 15.000 infrações, entre as quais 976 relativas ao uso do telemóvel ao volante, foram registadas durante a campanha rodoviária “Ao volante, o telemóvel pode esperar”, que terminou na segunda-feira.

Esta campanha, envolvendo a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), a Guarda Nacional Republicana (GNR) e a Polícia de Segurança Pública (PSP), decorreu entre os dias 03 e 10 de outubro e pretendeu alertar os condutores para as graves consequências do uso do telemóvel durante a condução.

Durante as operações das Forças de Segurança, neste período, foram fiscalizados presencialmente 57.840 veículos.

Em comunicado, as autoridades referem ter sensibilizado 757 condutores e passageiros, a quem foram transmitidas diversas mensagens que alertavam para os perigos do uso do telemóvel ao volante, designadamente sobre o aumento do tempo de reação a situações imprevistas, que é superior ao efeito de uma taxa de álcool no sangue de 0,8 g/l.

No período da campanha, foram registados 2.769 acidentes (menos 122 relativamente ao período homologo), de que resultaram 15 vítimas mortais (mais seis), 51 feridos graves (menos um) e 878 feridos leves (menos 65).

Os acidentes com vítimas mortais ocorreram nos distritos de Braga (2), Bragança, Viana do Castelo, Porto, Aveiro, Santarém (2), Lisboa, Setúbal (2) e Faro (3).

Lusa

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Artigos Relacionados

Consumo-de-gas-natural-recua

Consumo de gás natural recua 5,7% em novembro

SNS24-atendeu-em-novembro-194-mil-chamadas-s

SNS24 atendeu em novembro 194 mil chamadas e encaminhou 56 mil doentes para urgências

Sonho-de-Natal-regressa-a-Portimao-

“Sonho de Natal” regressa a Portimão cheio de fantasia e alegria para toda a família