O Índice de Volume de Negócios no Comércio a Retalho registou uma variação homóloga de 2,2% em julho, indica o Instituto Nacional de Estatística. Trata-se de um abrandamento em relação ao mês anterior, em que o aumento homólogo tinha sido de 3,1%.

Aquele organismo adianta que “ambos os agrupamentos considerados, Produtos Alimentares e Produtos não Alimentares, contribuíram para a desaceleração do índice geral, com reduções de respetivamente 0,6 p.p. e 1,0 p.p. face às variações homólogas registadas em junho (variações de 1,5% e 2,8%, em julho, pela mesma ordem)”.

Os índices de emprego, de remunerações e de horas trabalhadas ajustadas de efeitos de calendário, apresentaram taxas de variação homóloga de 3,1%, 2,9% e 0,6%, respetivamente (3,0%, 5,1% e 0,8% em junho, pela mesma ordem).

Partilhar: