As unidades de alojamento turístico algarvias contabilizaram, em setembro, 2,6 milhões de dormidas, o que representa um aumento homólogo de 2,7%. Nos primeiros nove meses do ano contaram com 17,6 milhões de dormidas, um crescimento de 2,5%, revelou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

No total do país, aquele organismo registou, em setembro, um total de 2,9 milhões de hóspedes e 7,6 milhões de dormidas em setembro.

Estes dados representam aumentos de, respetivamente, 5,2% e 3,3% em comparação com o mês homólogo de 2018.

O INE acrescenta que as dormidas de residentes cresceram 4,4% e as de não residentes aumentaram 2,9% e que a estadia média foi de 2,64 noites, uma quebra de 1,8% (+0,7% nos residentes e -3,0% nos não residentes).

Os proveitos totais  aumentaram 6,7% (menos do que em agosto, que foi de +7,3%), atingindo 498,7 milhões de euros.

 

Partilhar: