Em maio, a taxa de desemprego situou-se em 7,0%, menos 0,1 pontos percentuais (p.p.) que no mês anterior,
menos 0,6 p.p. em relação a três meses antes e menos 2,2 p.p. que no mesmo mês de 2017.

Segundo informação do Instituto Nacional de Estatísticas (INE), “aquele valor representa uma revisão em baixa, de 0,3 p.p., da estimativa provisória divulgada há um mês e ter-se-á de recuar até outubro de 2002 para encontrar uma menor taxa de desemprego”.

A população desempregada de maio “foi estimada em 362,8 mil pessoas, tendo diminuído 1,4% em relação ao mês
precedente (menos 5,1 mil pessoas), enquanto a população empregada foi estimada em 4 791,8 mil pessoas, tendo
aumentado 1,7 mil (a que corresponde uma variação relativa quase nula) relativamente ao mês anterior”.

Quanto a junho, os dados até agora recolhidos indicam que a taxa de desemprego tenha baixado para 6,7%. Este organismo estima que nesse mês a população desempregada tenha sido de 347,1 mil pessoas e a empregada de 4 805,0 mil pessoas.

Partilhar: