Na Rota do Petisco deste ano foram vendidas 237.795 ementas, o que teve um impacto económico total superior a 670 mil euros.

Nesta edição, o evento desdobrou-se por três zonas, a das Terras do Infante (Lagos, Vila do Bispo e Aljezur), Terras do Arade (Portimão, Lagoa, Silves e Monchique) e, pela primeira vez, pelas Terras da Ria (Faro e Olhão), tendo, no total, abrangido 274 estabelecimentos.

Nas Terras do Arade, a Rota conseguiu a proeza de servir mais de 5.000 ementas por dia. Igualmente muito positivos foram os resultados conseguidos nas Terras do Infante, em que, de acordo com as contas da organização, a Teia d’Impulsos, “registou um crescimento de perto de 50%, traduzido num total de 44.279 ementas vendidas”.

Nas Terras da Ria, esta foi a primeira incursão da Rota do Petisco e, de certeza, não será a última, uma vez que se considera ter sido uma “aposta ganha e com uma promissora margem de crescimento”, que contou com a participação de 34 estabelecimentos e mais de 10 mil ementas vendidas.

Há, ainda a destacar a vertente solidária do certame, no âmbito da qual foi possível angariar cerca de 22.500 euros que, nos próximos meses, serão distribuídos por 12 projectos sociais desenvolvidos por organizações locais.

 

Partilhar: