A Eurocidade do Guadiana – constituída pelos municípios de Ayamonte, Castro Marim e Vila Real de Santo António  – acaba de apresentar o projeto «EuroGuadiana 2020: Laboratório Europeu de Governação Transfronteiriça».

Este será o primeiro laboratório permanente de governação transfronteiriça na Euroregião Alentejo-Algarve-Andaluzia, cujo objetivo é enfrentar os novos desafios territoriais, explorar metodologias de trabalho conjunto e elaborar estratégias de acordo com as novas diretrizes europeias.

Este programa é fruto de uma candidatura, cofinanciada pela União Europeia e aprovada pela RIET (Assembleia-geral da Rede Ibérica de Entidades Transfronteiriças), à qual a Eurocidade do Guadiana pertence após ser reconhecida como Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial (AECT).

Na sessão, foi apresentado o plano de trabalhos, tendo por base quatro pilares fundamentais: Consolidação de Governação e Coordenação, Agenda Urbana do Baixo Guadiana, Mobilidade e Acessibilidade para um território inclusivo e Estratégia de Turismo da Eurocidade.

Além da participação das três autarquias, o projeto irá contar com parceiros como a Universidade do Algarve, a Universidade de Huelva e a Federação Ibero-Americana de Entidades Inteligentes e Sustentáveis.

Partilhar: