O Produto Interno Bruto (PIB) português cresceu, em termos homólogos, 2,3% no 2º trimestre do ano, indica a estimativa rápida do Instituto Nacional de Estatística (INE).

Aquele organismo acrescenta que “a procura interna registou um contributo mais positivo, em resultado da aceleração do consumo privado, enquanto o Investimento apresentou um crescimento menos acentuado” e a procura externa líquida “apresentou um contributo negativo idêntico ao observado no trimestre anterior”.

Comparativamente com o 1º trimestre de 2018, o PIB aumentou 0,5% em termos reais (0,4% no trimestre anterior). O contributo da procura externa líquida para a variação em cadeia do PIB “foi ligeiramente menos negativo, refletindo a aceleração das Exportações de Bens e Serviços superior à das Importações de Bens e Serviços”. Por sua vez, o contributo positivo da procura interna manteve-se inalterado no 2º trimestre.

Partilhar: