O Produto Interno Bruto (PIB) português registou, no 1º trimestre do ano, um aumento de 2,1% em comparação com o período homólogo de 2017, revela o Instituto Nacional de Estatísticas (INE).

Aquele organismo revela que “a procura externa líquida apresentou um contributo mais negativo para a variação homóloga do PIB, passando de -0,1 p.p. no 4º trimestre para -0,4 p.p., tendo as Exportações de Bens e Serviços a desacelerado mais que as Importações de Bens e Serviços”.

Quanto à procura interna, “aumentou ligeiramente para 2,6 p.p. (2,5 p.p. no 4º trimestre), reflectindo a ligeira aceleração do consumo final e do Investimento”.

Comparativamente com o 4º trimestre de 2017, o PIB aumentou 0,4% em termos reais (0,7% no trimestre anterior).

Partilhar: