A partir das zero horas deste sábado, 29 de setembro, ficou interdita a pesca da sardinha em águas portuguesas. A decisão foi tomada pelo Ministério do Mar que a justifica, através de despacho publicado ontem em Diário da República, pelo facto de ter sido atingido o limite previsto de capturas para Portugal.

Em face disso, acrescenta-se, “torna-se necessário evitar qualquer captura de sardinha, e não apenas as provenientes do cerco, reforçando assim as medidas de conservação e proteção desta espécie, estabelecendo, para todas as artes de pesca, uma interdição total da captura de sardinha até ao final do corrente ano”.

Para já, ainda não há definição sobre as quotas a que o nosso país terá direito no próximo ano, sendo esses valores “oportunamente definidas, ponderando os resultados da interação em curso com o Conselho Internacional para Exploração do Mar (ICES), os melhores dados científicos disponíveis e a ponderação das vertentes económicas, sociais e ambientais previstas na Política Comum de Pesca”.

 

Partilhar: