A Câmara Municipal de Loulé obteve, da Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal (FCMP), as Cartas de Homologação dos Percursos Pedestres – PR18LLE Rocha da Pena e PR16LLE Fonte Benémola – inseridos, respetivamente, nas Paisagens Protegidas Locais da Rocha da Pena e da Fonte Benémola, áreas protegidas sob gestão do Município de Loulé.

Neste âmbito, o vereador do Ambiente e presidente da Comissão Diretiva das Paisagens Protegidas Locais da Rocha da Pena e da Fonte Benémola, Carlos Carmo, e o presidente da Junta Freguesia de Salir, Deodato João, juntamente com a equipa técnica da Divisão do Ambiente, realizaram uma visita aos trabalhos de requalificação e manutenção da sinalética nestes locais.

As principais fases do processo de homologação consistiram na elaboração do projeto e preenchimento das fichas de registo do percurso pelo promotor; no registo dos percursos pedestres; na implementação do projeto segundo o regulamento de homologação dos percursos pedestres; na homologação dos percursos pela Federação e na manutenção, que deverá ser assegurada pelo promotor, durante 5 anos.

A regulamentação dos percursos pedestres determina que devem ser devidamente marcados, em áreas de interesse para a conservação da natureza (como é o caso das áreas protegidas), promovidos e monitorizados com vista à sua manutenção, tornam-se imprescindíveis como forma de reduzir o impacto na vegetação de elevado valor para a conservação da natureza, constituem assim um produto de turismo ativo e responsável, dignificam os promotores e contribuem para o desenvolvimento socioeconómico das regiões onde se encontram implantados.

Com a homologação de percursos pedestres Paisagens Protegidas Locais da Rocha da Pena e da Fonte Benémola pretende-se garantir a qualidade de instalações para a prática do pedestrianismo, bem como a segurança dos praticantes e a proteção do meio onde a modalidade se realiza.

 

Partilhar: