“Um empresário a sério nunca está satisfeito com o que atingiu, quer sempre mais e é essa ambição que o faz crescer”. A afirmação é do business coach Hélder Gonçalves, que tem como tarefa exactamente ajudar os empresários a cumprirem essa ambição e a fazerem crescer os seus negócios.

Para isso utiliza um conjunto de técnicas e instrumentos que abrangem não só as vertentes mentais e motivacionais, mas todas as principais áreas que podem ditar o sucesso ou fracasso de uma empresa, nomeadamente, as vendas; o marketing e publicidade; o recrutamento e gestão de equipas; o desenvolvimento de sistemas e negócio e o serviço ao cliente.

Estas técnicas são utilizadas há 24 anos junto de empresários de todo o mundo, através da empresa ActionCOACH, de que Hélder Gonçalves foi o primeiro franchisado no Algarve. A metodologia “baseia-se em seis passos que ajudam os empresários a atingir as metas que eles próprios definem”, explica.

O trabalho em equipa é fundamental para que o sucesso bata à porta de qualquer empreendedor. Mas, muitos empresários têm tendência para trabalhar de forma individual, revelando muita dificuldade em reunir-se de bons profissionais e conselheiros, preferindo serem eles próprios a fazer ou a mostrar aos seus colaboradores como todo o trabalho deve ser feito.

É evidente que com isso perdem tempo preciso, a rentabilidade e produtividade do trabalho acaba por deixar muito a desejar e, como consequência, os resultados da empresa acabam por ficar muito aquém do que poderiam ser. Esta é uma das principais vertentes trabalhadas por Hélder Gonçalves junto dos seus clientes, levando-lhes técnicas e estratégias de construção de boas equipas, de organização e de “definir metas e planeamento, a longo prazo”.

Antes de aceitar trabalhar com um empresário, procura fazer o diagnóstico da empresa em causa, através de um questionário. Quando, do outro lado não há respostas, sucedendo-se as desculpas e o aparente desinteresse, isso “significa que não estão preparados para trabalhar comigo e o melhor mesmo é não trabalharmos”. Isto porque, por muito boas que sejam as técnicas e os métodos, só se o empresário estiver motivado, for positivo e pró-activo é que os resultados acontecerão.

Os empreendedores que estejam realmente interessados em utilizar estas ferramentas para fazer crescer os respectivos negócios podem começar por ir a um dos muitos workshops e sessões em que Hélder Gonçalves participa (uma delas vai ter lugar em Lagos, no próximo dia 22 de Maio). Depois, há a possibilidade de começarem a trabalhar a sério ao longo de um período mínimo de 6 meses, a que podem seguir-se ciclos mais longos, de um ano.

O sistema da ActionCOACH é válido para qualquer tipo de actividade, diz Hélder Gonçalves, que tem tido “clientes de áreas muito diversificadas, como as tecnologias de informação, os seguros, mas também pintores e pessoas ligados, por exemplo, ao ioga”. E, garante, “desde que completem os programas, todos têm sucesso”.

Uma nova carreira 

As estratégias e técnicas da ActionCOACH também permitiram a Hélder Gonçalves ultrapassar todas as barreiras que se colocaram no seu caminho, em termos profissionais. Abraçou esta actividade em 2010, numa altura em que, como se sabe, a crise que se abatia sobre o país era profunda.

Ainda por cima, tratava-se de uma carreira totalmente nova para si. Na altura, trabalhava numa empresa do grupo SONAE e “estava insatisfeito com o meu trabalho, queria fazer algo mais da minha vida”. E não esteve com meias medidas, despediu-se, apresentou um projecto ao Instituto do Emprego e Formação Profissional e, quando o viu aprovado, abalou para os Estados Unidos, onde fez formação e obteve certificação da ActionCOACH.

Uma vez cumprida essa fase fundamental, mudou-se de Lisboa para o Algarve para viver uma “autêntica aventura, pois não conhecia ninguém, tive de criar contactos e fazer parcerias”. E teve, sobretudo, de convencer os empresários, pois, confessa, no início era raro perceberem o que ele fazia e que valor poderia trazer para as suas empresas.

Mas a palavra foi passando e os clientes aparecendo em número cada vez maior. A crise pode ter feito retrair alguns potenciais empresários, mas também levou a que muitos outros tentassem “fazer algo de diferente, que lhes trouxesse mais-valias”.

Ao fim de todos estes anos, Hélder Gonçalves considera ter havido uma evolução muito positiva na economia algarvia e assume que “temos aqui muitos boas empresas, muita inovação e massa cinzenta”, pelo que, com mais um pouco de organização e de aplicação das estratégias correctas de planificação, a região pode chegar longe e, inclusivamente, conseguir libertar-se do drama da sazonalidade.

(Saiba mais sobre a actividade de Hélder Gonçalves aqui)

Partilhar: