“Albufeira Online” é o nome do projeto que o Município de Albufeira está a desenvolver, com vista a dotar o centro histórico da cidade e as zonas de maior afluência turística do concelho de acesso gratuito à internet.

Com esta iniciativa, a autarquia diz, em comunicado, pretender “criar novas formas de interação com residentes e turistas, disponibilizando um canal de comunicação online, acessível e com informação especializada – um projeto inovador de promoção turística, modernização do acesso à informação e simplificação dos serviços disponibilizados”.

A solução contempla uma aplicação (APP) móvel que integra um conjunto alargado de informações com interesse turístico (atrações, eventos, museus, praias, alojamento, restauração, rede de transportes, serviços, entre outras), que visam melhorar a experiência do visitante antes, durante e após a sua estada.

Disponível em diversos idiomas, a APP encontra-se integrada com o Sistema de Gestão de Conteúdos do site de promoção turística Visit Albufeira, o que permite ter a informação sempre atualizada e acessível de forma automática. Paralelamente tem associado um sistema de georreferenciação, que disponibiliza um mapa interativo com a localização de pontos turísticos, serviços e infraestruturas turísticas do concelho, incluindo a funcionalidade de realidade aumentada para recolha de informações através da utilização de smartphone. O utilizador tem ainda à sua disposição um formulário para envio de informações ou apresentação de sugestões, tendo a possibilidade de deixar o seu endereço de email para futuro contacto.

O presidente da Câmara Municipal de Albufeira sublinha que “na era do digital o acesso rápido e simples a conteúdos informativos relevantes é condição essencial na tomada de decisão, quer no que se refere à escolha e organização da visita turística quer no que respeita à criação de condições mais favoráveis ao surgimento de novos negócios. José Carlos Rolo justifica que sendo Albufeira “um município que reúne cerca de 40% da oferta turística do Algarve, o que representa aproximadamente 6 milhões de dormidas por ano, a solução é pertinente, inovadora e contribui para potenciar a atividade turística e a economia do concelho na sua globalidade”.

O Município definiu como zonas prioritárias para instalação dos equipamentos de acesso gratuito à internet os locais que ao longo de todo o ano acolhem um maior número de visitantes, nomeadamente a Praça da República, no centro histórico, Igreja de Sant`Ana, Galeria de Arte Pintor Samora Barros, Largo Eng.º Duarte Pacheco, Praça dos Pescadores, Praia dos Pescadores, Olhos de Água e Castelo de Paderne.

A concretização do projeto implica um investimento total de 178. 753,98€, tendo recebido uma comparticipação do Turismo de Portugal no valor de 50 mil euros, na sequência da candidatura apresentada à Linha de Apoio à Disponibilização de Redes wifi do Programa Valorizar – Programa de Apoio à Valorização e Qualificação do Destino.

Partilhar: