A Rede 8 de Março convoca uma Greve Feminista a nível nacional, a ser realizada no Dia Internacional da Mulher, dia 8 de março, no próximo domingo.

A Rede 8 de Março é uma plataforma nacional que reúne coletivos, associações, partidos e pessoas a título individual. No ano passado, a manifestação deste mesmo dia, juntou 30 mil pessoas por todo o país.

Este ano esta Greve volta a convocar várias cidades, tais como Aveiro, Amarante, Braga, Coimbra, Évora, Faro, Lisboa, Ponta Delgada, Porto, Viseu e Vila Real. Esta iniciativa grevista visa “lutar contra a discriminação, violência e desigualdade que persiste nas ruas, nas escolas, nos locais de trabalho, na justiça e na proteção das vítimas de violência de género”, segundo a plataforma.

A Greve Feminista em Faro, acontecerá pelas 17h, no Jardim Manuel Bivar.

“Para além de uma greve tradicional – ou seja laboral -, as nossas reivindicações estendem-se ao âmbito da reprodução social, à esfera dos cuidados domésticos e familiares, à vida estudantil e à sociedade de consumo. Pretendemos unir-nos às mulheres de todas as partes do mundo construindo redes de solidariedade, de apoio e de aprendizagem transnacionais para combater as desigualdades que sofremos”, aclama a Rede 8 de Março.

Esta Greve Feminista soma alguns sindicatos como o Sindicato dos Trabalhadores da Saúde, Solidariedade e Segurança Social e o Sindicato de Trabalhadores de Call Center. E conta com os apoios do Sindicato das Indústrias, Energia e Águas de Portugal, o Sindicato de Tod@s @s Professor@s, do Sindicato dos Professores do Norte e do Sindicato de Ensino Superior.

Partilhar: