O Índice de Custos de Construção de Habitação Nova foi, em junho, de 1,6%, valor superior em 0,1 pontos percentuais (p.p.) ao verificada em maio, revela o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Aquele organismo refere que “a ligeira aceleração homóloga dos custos de construção foi determinada pela subida de 0,4 p.p. da taxa de variação do índice de Materiais, que se fixou em 1,5% em junho. O índice referente ao custo de Mão-de-Obra registou uma taxa de 1,7% (1,9% em maio)”.

Quanto ao Índice de Preços de Manutenção e Reparação Regular da Habitação, houve um acréscimo de 1,3% (1,8% no mês anterior).

Partilhar: