Hoje, começo com esta questão:  Sr.(a) Empresário(a), controla o seu Negócio?

Ou por outro lado, é o Negócio que o(a) controla a si?

No seio empresarial, vive-se continuamente uma agenda agitada! Tarefas para executar, uma equipa para realinhar, processos para implementar e fogos por apagar!  E ainda mais um sem número de pequenos aspectos que temos que tratar diariamente!

Este é o seu caso?!!!  

Se sim, vamos começar pelo essencial! Observemos em 1ª análise, os Pilares de Controlo do Negócio. No trabalho que desenvolvo com os meus clientes, focamos 4 níveis importantes de Controlo do Negócio:

1º nível – Controlo do Destino:

Para onde caminha o seu negócio?

É fundamental responder a esta questão! Uma visão a longo prazo estimula a concretização das suas metas!
Tal como quando iniciou a sua Empresa, neste momento também precisa de reflectir e planear onde chegar! Todos nós, já presenciámos desafios nas nossas empresas. Superá-los com um planeamento adequado faz parte integrante desse controlo do destino.

Sem um ponto de partida e outro de chegada, bem delineados, estamos constantemente a navegar à deriva!

2º nível – Controlo Financeiro:

Tem um orçamento anual por cada departamento da empresa, seja esta, de maior ou menor dimensão?

As empresas, no final de cada ano, bem como no início do seguinte, já devem estar preparadas para realizar um mapa de tesouraria, aplicável a diversas áreas de suporte da empresa.
Entender as entradas e saídas de dinheiros e fazer o correcto uso dos mesmos, facilita a gestão financeira da empresa.

Usa esta simples ferramenta de análise financeira na sua empresa?

3º nível – Controlo do Tempo:

Como está a decorrer a sua Agenda Semanal?

Consegue facilmente separar o que é Urgente do que é Importante?

Utiliza uma Agenda por Defeito? A Agenda não tem nenhum defeito em particular! Não é isso! Simplesmente pergunto se tem tarefas que são executadas SEMPRE da mesma forma durante a semana e se estas estão apontadas! Ou a sua agenda anda ao saber da maré? Qual a sua relação com a agenda que utiliza?

Qualificar os seus níveis de execução com prioridades pré-estabelecidas vai modificar comportamentos menos saudáveis no que diz respeito à sua gestão de tempo.

4º nível – Consistência na distribuição.

Qualquer tarefa que não seja executada da mesma maneira vai fazer perder certamente energia, tempo ou dinheiro!

Estes 3 factores são cruciais para a optimização de sistemas nas empresas. Cuidar das operações rotineiras de uma forma consistente permite aos empresários desenvolverem nas suas empresas a consistência na distribuição que muito procuram.
Isto faz com que cada cliente se identifique com a sua forma própria de agir no mercado, pois é essa forma de realizar negócios em que vai confiar.   

Faz sentido para si, Sr.(a) Empresário(a), esta análise padrão dos 4 Níveis de Controlo do Negócio?!

Pode visitar a nossa Academia de Negócios quinzenalmente, onde nos debruçamos sobre estas temáticas: https://docs.google.com/forms/d/1hvO2PCGPhZu9JNbVS_XLqpwLX5ISCD6q8UMObgzFy4E/edit

Continuação de uma EXCELENTE semana com EXCELENTES Negócios!

Leia AQUI outros artigos do autor

 

Partilhar: