Os antigos trabalhadores da empresa Alicoop reúnem-se, esta quarta-feira, 5 de junho, para decidirem as ações a tomar no processo que os opõe ao Banco BIC.

Em comunicado, a comissão de trabalhadores afirma que “ao fim de mais de seis meses de crispação e incertezas quanto ao desfecho do chamado caso dos “lesados do GRUPO ALICOOP CONTRA O BPN/BIC”, os ex-trabalhadores continuam a ser perseguidos pelo Banco BIC, tendo por base um suposto incumprimento num empréstimo realizado em 2008 para ajudar a empresa Alicoop.”

Para tentar resolver o problema, esta comissão promoveu várias diligências, “através do diálogo expedito entre as partes, com o objetivo de repor a verdade, ou seja, desresponsabilizar os ex-trabalhadores de todas as responsabilidades passadas, presentes e futuras, conforme plano de insolvência aprovado e homologado em 21 de fevereiro de 2012.”

Contudo, ao fim deste tempo, refere-se que o processo continua “como à partida, sem o reconhecimento da sua desoneração no empréstimo, pese embora todas as entidades com que a comissão de trabalhadores tem vindo a falar, inclusive o Governo Português, na audição que ocorreu na comissão de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa, onde foi unanimemente reconhecido pelos deputados presentes que se tratava de uma injustiça inqualificável e aprovado o apoio à comissão de trabalhadores na procura de soluções e iria promover audiências junto da Procuradoria-Geral da República e do Banco de Portugal.”

 

Partilhar: