Albufeira promoveu-se na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL) que decorreu entre os dias 13 a 17 de março, na FIL – Parque das Nações.

Durante os dois primeiros dias, o Município apresentou aos profissionais do setor um programa que incluiu a apresentação do novo vídeo promocional do concelho. 

Albufeira assinou também um protocolo com a Agência de Promoção de Albufeira (APAL), com o objetivo de dar continuidade às ações realizadas pela agência na divulgação turística do concelho, no mercado interno e externo. “A APAL tem vindo a apresentar um trabalho crescente no desenvolvimento de atividades de apoio à promoção da marca “Albufeira”, através da divulgação dos produtos regionais em feiras, congressos e eventos quer nacionais, quer internacionais”, referiu o presidente da Câmara, José Carlos Rolo. O Município, sócio fundador da APAL, comparticipa a agência com uma verba de 87 mil euros para 2019. O protocolo foi firmado pelo autarca de Albufeira e por José dos Santos, presidente da direção da APAL.

Na quinta-feira, o destaque foi para a apresentação do XVII Congresso Europeu de Confrarias Vínicas e Gastronómicas, que vai realizar-se em Albufeira, de 8 a 10 de novembro.

O evento tem como tema os “Sabores do Mar Português – a importância da gastronomia tradicional europeia e os vinhos da Europa”. O Conselho Europeu de Confrarias (CEUCO) pretende defender os produtos agroalimentares dos países membros: Portugal, Espanha, França, Itália, Hungria, Grécia, Bélgica e Macau. “Estamos a preparar- nos para receber em Albufeira cerca de 100 confrarias e mais de 700 pessoas. Será talvez o maior congresso que se fez até hoje na Europa”, garantiu José Manuel Alves, vice-presidente do CEUCO.

Durante a apresentação do evento, o presidente da Câmara de Albufeira salientou que “a gastronomia é um dos vetores mais importantes para o nosso destino turístico”. José Carlos Rolo acredita que o congresso trará ao concelho um grande número de pessoas, que tornar-se-ão embaixadores de Albufeira: “Estes eventos, na época baixa, além de serem importantes para dinamizar a economia local, servem igualmente para fidelizar clientes e convidá-los a regressar ao nosso concelho com família e amigos”, destacou o edil.

O presidente da Região de Turismo do Algarve partilhou da mesma opinião: “A gastronomia para o Algarve é obviamente um produto estratégico. Quando desenvolvemos uma ação promocional fazemos questão de incluir a gastronomia como mote para sol e mar, golfe e turismo de natureza”. João Fernandes acredita que esta é uma “iniciativa que traz conhecimento e reconhecimento”, que vem enriquecer a nossa oferta e vem dar a conhecer o nosso destino. “Sentimo-nos bem à mesa, partilhamos uma sã convivência, ideias para o nosso dia-a-dia, fazemos amigos e temos muito mais facilidade em estabelecer pontes num mundo que constrói muros”, afirmou.

Após a apresentação, que contou ainda com a intervenção do presidente do CEUCO, Carlos Martin Cosme, o Município aproveitou para realizar uma degustação com alguns dos produtos que fizeram parte da candidatura de Albufeira, uma das vencedoras das “7 Maravilhas à Mesa de Portugal”. A cataplana do Chef Henrique Leandro, a laranjas do barrocal e os vinhos da Adega do Cantor foram dados a provar aos visitantes.

Partilhar: