Vinhos brancos algarvios têm “grande potencial”

A convite da Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve (DRAPALG), o presidente do Instituto da Vinha e do Vinho (IVV), Frederico Falcão, visitou, ao longo de um dia, três produtores de vinho do Algarve, de forma a ficar com um conhecimento mais profundo sobre o sector vitivinícola da região.

Acompanhado por elementos da DRAPALG e da Comissão Vitivinícola do Algarve (CVA), passou pela  Quinta do Francês, em Odelouca (Silves), Quinta do Barranco Longo (Algoz) e Casa Santos Lima (Tavira).

Frederico Falcão disse reconhecer que o Algarve tem um potencial enorme, “sobretudo pela capacidade de venda à porta como nenhuma outra região tem, devido ao mercado turístico, e também por ter um lado, que tende a ser visto como negativo, mas que eu vejo como positivo, que é o de ser ainda uma região pouco conhecida. Isto dá-lhe a capacidade de criar um percurso novo de afirmação dos seus vinhos sem qualquer ideia preconcebida.”

O presidente do IVV destacou, em especial, o “potencial fantástico para vinhos brancos de qualidade, suportados pela elevada procura no Verão.”

Sobre a questão da o vinho estar de fora do aumento do imposto sobre as bebidas alcoólicas no próximo Orçamento de Estado, Frederico Falcão mostra-se satisfeito com a decisão pois “trata-se de uma batalha grande do sector que vê desta forma o reconhecimento do governo da sua importância estratégica nacional.”

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Artigos Relacionados

REDES_Apoios pecuaria

Apoio extraordinário aos criadores das espécies bovina, ovina, caprina e equídeos afetados pelos incêndios rurais

FATACIL 2022

António Costa Silva, Ministro da Economia e do Mar, inaugura a FATACIL 2022

CM-FARO1-600x503

Câmara de Faro aprova concurso para construção de 22 novos fogos de habitação social