Santa Casa da Misericórdia de Lagoa assina contrato da empreitada para a implementação do serviço de Centro de Dia e Apoio Domiciliário, no antigo Hospital de Lagoa

A Santa Casa da Misericórdia de Lagoa assinou os contratos de empreitada e de fiscalização da obra que irá permitir transformar o edifício do antigo Hospital de Lagoa em mais uma resposta social para o concelho de Lagoa.

No edifício da Câmara Municipal de Lagoa, o Provedor Paulo Francisco, na presença do Presidente da Câmara Municipal de Lagoa, Luís Encarnação, e dos Vereadores, bem como dos elementos da Mesa Administrativa da Santa Casa, celebrou os contratos, com as empresas vencedoras dos dois procedimentos concursais, empreitada e fiscalização, que irão permitir realizar a obra de adaptação do edifício antigo do Hospital de Lagoa, para poder implementar um serviço de Centro de Dia e um serviço de Apoio ao Domicilio.

Este projeto da Santa casa da Misericórdia tem como objetivo dar resposta às necessidades da comunidade, tendo como base os princípios do envelhecimento ativo, com o uso da tecnologia e da inovação, garantindo as condições de conforto, segurança e saúde aos seus utentes. Pretende apresentar uma resposta funcional, defendendo que as pessoas possam envelhecer com qualidade, com respostas sociais adequadas às suas necessidades individuais e as relações familiares e sociais.

A Santa Casa da Misericórdia de Lagoa, apresenta um projeto diferenciador, nas respostas sociais a desenvolver, na construção de um modelo de funcionamento aliado às novas tecnologias, respostas rápidas e seguras, adaptadas a cada utente.

O edifício a intervir é composto por 16 divisões, 1 pátio, 3 corredores, 1 terraço e quintal. Depois da realização das obras o mesmo ficará capacitado para dar resposta a 30 utentes em Centro de Dia e 30 utentes em Apoio Domiciliário.

Esta empreitada terá um custo total perto de 1 milhão e 500 mil euros, sendo que cerca de 1 milhão de euros serão financiados pelo Município de Lagoa, principal parceiro da Santa Casa da Misericórdia de Lagoa neste novo desafio, assumindo um papel fundamental no projeto, numa estratégia de articulação entre o setor público e privado e a missão de disponibilizar uma resposta de qualidade, sustentável e inovadora para o Concelho.

A empreitada terá início no decorrer do próximo mês de julho e tem prazo de execução previsto de 10 meses.

Câmara Municipal de Lagoa

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Artigos Relacionados

2024-072-Festival-Pirata-de-Olhão-2024-site

Piratas ‘invadem’ Olhão de 24 a 27 de julho

Economia portuguesa melhora

Rendas dos novos contratos de habitação sobem 10,6% em 2023 para 7,21 euros/m2 – INE

Diretor:
Miguel Ângelo Morgado Henriques Machado Faísca
Nº de inscrição na ERC:
124728