No 1º trimestre do ano, os residentes em Portugal realizaram 4,7 milhões de viagens, o que correspondeu a um crescimento de 4,4% , revela o Instituto Nacional de Estatística (INE).

As viagens turísticas com destino ao estrangeiro representaram 12,3% do total e apresentaram um crescimento superior às deslocações nacionais.

De acordo com aquele organismo, a “visita a familiares ou amigos” manteve-se como principal motivação para viajar no 1º trimestre (2,1 milhões de viagens, -7,0%), apesar da perda de representatividade (44,3% do total, face a 49,7% no trimestre homólogo). O motivo “lazer, recreio ou férias” correspondeu a 1,8 milhões de viagens (38,2% do total, +3,9 p.p.), revelando um crescimento de 16,2%.

Os “hotéis e similares” concentraram 24,9% das dormidas resultantes das viagens turísticas contabilizadas neste períodos, reforçando a sua representatividade (+3,7 p.p.). O “alojamento particular gratuito” manteve-se como a principal opção de alojamento (68,4% das dormidas), apesar da redução do seu peso no total (-2,0 p.p.).

Partilhar: