Portugal regista 43.729 novos casos nas últimas 24 horas

Portugal registou hoje 46 mortos e 43.729 novas infeções pelo SARS-CoV-2, o maior número de contágios desde o início da pandemia, revelam os dados oficiais, que apontam um novo aumento de internados em enfermaria.

O número de mortes registado nas últimas 24 horas é o mais elevado desde 26 de fevereiro de 2021, quando foram assinalados 58 óbitos.

Estão agora internadas 1.955 pessoas (mais 17) infetadas com o vírus SARS-CoV-2 em enfermaria, dos quais 160 (menos 14) em unidades de cuidados intensivos, revelam os dados do relatório da avaliação da situação epidemiológica da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde 02 de março do ano passado, quando estavam internados 1.997 doentes, que não havia tantos internados nos hospitais.

Os 46 novos óbitos associados à covid-19 ocorreram em Lisboa e Vale do Tejo (25), na região Norte (11), no Centro (6), na Madeira (3) no Algarve (1) nas últimas 24 horas.

O maior número de novas infeções registou-se na região Norte (18.116) e em Lisboa e Vale do Tejo (13.987).

A região Centro assinalou desde segunda-feira mais 6.339 novos contágios, a Região Autónoma da Madeira 2.117, o Alentejo (1.394), o Algarve (1.160) e os Açores (616).

O maior número de novos contágios diagnosticados situa-se no grupo etário entre os entre os 40 e os 49 anos (7.798), seguido da faixa etária dos 0 e aos 9 anos (7.759), dos 30 aos 39 anos (6.723), dos 10 aos 19 anos (6.417).

No grupo etário entre os 20 e os 29 anos foram registadas 5.424 novas infeções, enquanto na faixa etária entre os 50 e os 59 anos foram assinaladas 4.853, entre os 60 e 69 anos 2.583, entre os 70 e 79 anos 1.343 e nos idosos com mais de 80 anos registaram-se 829.

Comparativamente com a situação epidemiológica observada no dia homólogo de 2021 em Portugal, em que foram contabilizadas 6.702 novas infeções, o país tem hoje mais 37.027.

Apesar do número de internamentos ter voltado hoje a aumentar, o número continua a ser significativamente mais baixo ao registado há um ano, em que estavam internadas 5.165 pessoas em enfermaria, dos quais 664 em cuidados intensivos, bem como o número de mortes que, no mesmo dia de 2021, o boletim da DGS contabilizava 167.

Já morreram em Portugal 19.380 pessoas com covid-19 e foram confirmadas 1.950.620 infeções com o vírus que provoca a doença, estando neste momento ativos 332.786 casos (mais 1.628 do que na véspera).

Nas últimas 24 horas, foram dadas como recuperadas 42.055 pessoas, que totalizam agora 1.598.454.

Em relação ao dia anterior, as autoridades de saúde têm mais 23.793 contactos em vigilância, totalizando 324.954 pessoas.

Segundo os dados da DGS, 25 das 46 vítimas mortais tinham mais de 80 anos, 12 estavam na faixa etária dos 70 aos 79 anos, quatro tinham idades entre os 60 e os 69 anos, dois entre 50 e os 59 anos, dois entre 40 e os 49 anos e uma entre os 30 e os 39 anos.

O maior número de óbitos desde o início da pandemia concentra-se nos idosos com mais de 80 anos (12.536), seguindo-se as faixas etárias entre os 70 e os 79 anos (4.215) e entre os 60 e os 69 anos (1.781).

Desde o início da pandemia, em março de 2020, foram registados na região de Lisboa e Vale do Tejo registou 765.436 casos e 8.174 mortes.

Na região Norte registaram-se 717.836 infeções e 5.883 óbitos e a região Centro tem agora um total acumulado de 260.089 infeções e 3.414 mortes.

O Algarve totaliza 75.302 contágios e 609 óbitos e o Alentejo soma 64.824 infeções e 1.103 mortos por covid-19.

A Região Autónoma da Madeira soma desde o início da pandemia 48.298 infeções e 142 mortes e o arquipélago dos Açores 18.835 casos e 55 óbitos.

Lusa

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Artigos Relacionados

9CCD0B9C-5D13-4D12-B6EA-DD5102230AF1

Taxas Euribor sobem a três e a seis meses e caem a 12 meses

Natal é no Comércio Local Lagos

Lagos vive a magia do Natal com novidades

insta_chegada-do-pai-natal_SBMessines

Pai Natal chega a São Bartolomeu de Messines nos dias 3 e 4 de dezembro