Onze concelhos dos distritos de Santarém, Castelo Branco e Faro apresentam hoje um perigo máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Em perigo máximo estão os concelhos de Chamusca, Vila Nova da Barquinha, Constância, Abrantes, Tomar, Ferreira do Zêzere, Sardoal (Santarém), Vila de Rei (Castelo Branco), Loulé, São Brás de Alportel e Tavira (Faro).

O IPMA colocou também vários concelhos de todos os distritos de Portugal continental, exceto Viana do Castelo, em perigo elevado e muito elevado.

De acordo com o IPMA, o perigo de incêndio vai manter-se elevado em algumas regiões do continente pelo menos até terça-feira.

O perigo de incêndio, determinado pelo IPMA, tem cinco níveis, que vão de reduzido a máximo.

Os cálculos são obtidos a partir da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

O IPMA prevê para hoje no continente céu pouco nublado ou limpo, aumentando de nebulosidade no litoral Centro e Sul no final do dia, vento por vezes forte na faixa costeira e terras altas.

A previsão aponta ainda para uma pequena subida da temperatura mínima no interior e no sota-vento algarvio e da máxima, mais significativa nas regiões do interior.

As temperaturas mínimas vão oscilar entre os 10 graus Celsius (na Guarda, Bragança, Vila Real e Coimbra) e os 18 (em Faro) e as máximas entre os 23 (no Porto e em Viana do Castelo) e os 34 (em Évora e Beja).

Lusa

Partilhar: