O Município de Vila Real de Sto. António fechou o ano de 2016 com um resultado líquido negativo de 2.616.844 euros.

A demonstração de resultados consolidados (que inclui não só os resultados da Câmara como também os da empresa municipal VRSA, Sociedade de Gestão Urbana)  indica que foram registados custos e perdas de 31,7 milhões de euros, enquanto que os proveitos e ganhos apenas totalizaram 29,1 milhões. 

Apesar de negativos, os resultados acabaram por ter uma dimensão menos expressiva do que a verificada em 2015, ano em que a diferença entre os custos e os proveitos foi de 6,6 milhões de euros negativos.

Uma das grandes fontes de receitas em 2016 foi o IMI, que ascendeu a 7,8 milhões de euros. Da parte das despesas, uma das mais relevantes é a dos custos com o pessoal (484 funcionários, sendo 354 da Câmara e os restantes da empresa municipal), que foram de 9,7 milhões de euros.

No total, a Câmara e a empresa municipal tinham, no final do ano, dívidas no valor de 133 milhões de euros, uma diminuição de quase 2,4 milhões em comparação com 2015.

 

Partilhar: