Foi aprovada, na última reunião do executivo municipal, a proposta de atribuição de subsídios às associações culturais do concelho. São vinte e duas entidades que se propõem dar continuidade à promoção de atividades que complementam e valorizam a oferta cultural do município nos seus diferentes eixos de atuação, os quais vão desde as artes do palco, às artes visuais, artesanato e colecionismo, entre outros.

Em conjunto irão receber subsídios num valor global que ascende aos 273.235,45€, verba que pretende igualmente minimizar o impacto que a pandemia tem tido na atividade dos agentes culturais, tão fortemente fustigada pelas sucessivas e necessárias medidas de saúde pública adotadas de há um ano a esta parte, as quais têm inibido a realização de atividades presenciais e impossibilitado a arrecadação de receitas.

A par dos apoios financeiros, o município irá disponibilizar, uma vez mais, apoios logísticos à produção de eventos, assim como a sua frota de autocarros para apoiar as deslocações das entidades culturais e artísticas, designadamente em representação e atuação fora do concelho. A operacionalização desta ajuda é feita mediante a definição de um crédito de quilómetros a realizar com recurso a viaturas municipais.

A autarquia decidiu, ainda, estender os apoios não-financeiros a outras entidades que, embora não abrangidas pelo Regulamento Municipal de Apoio ao Associativismo Cultural, desempenham um importante papel social e agregador da população, como é o caso das paróquias, da Liga dos Combatentes – Núcleo de Lagos, do Corpo Nacional de Escutas – Agrupamento 173 e das próprias Juntas de Freguesia do concelho.

A evolução da situação epidemiológica e as medidas em vigor em cada momento determinarão a viabilidade de realização dos projetos e eventos culturais apoiados, devendo as entidades promotoras apresentar os respetivos planos de contingência e parecer da Direção-Geral da Saúde sempre que aplicável.

Câmara Municipal de Lagos

Partilhar: