O Governo vai apoiar os produtores de batata através de uma linha de crédito no valor de 3 milhões de euros que estabelece um valor individual garantido de 60 euros por tonelada de batata armazenada.

Segundo a portaria já publicada em Diário da República, esta linha de crédito destina-se a apoiar necessidades de tesouraria dos produtores de batata financiando a armazenagem do produto para venda posterior em condições económicas mais favoráveis.

O Governo justifica a medida pelo facto dos produtores de batata terem sido “confrontados com um desequilíbrio de mercado que impôs uma descida do preço de venda para valores abaixo do custo de produção.” Em face disso, “a retirada de parte da produção do circuito comercial foi considerada a medida adequada para restabelecer o equilíbrio entre a oferta e a procura.”

Na sequência deste processo, o Governo decidiu “apoiar a armazenagem e a conservação da batata durante o período em que os preços estão mais baixos, permitindo que a produção seja lançada no mercado mais tarde a preços mais elevados e compensadores.”

Os empréstimos da linha de crédito garantida para armazenagem da batata são concedidos pelo prazo máximo de um ano a contar da data de celebração do contrato.

Partilhar: