A Câmara de Portimão está a avançar com a primeira fase de um conjunto de intervenções em ruas e estradas do concelho. Para já, o contrato adjudicado implica um gasto de 287 mil euros, mas a autarquia promete investir um total de 3 milhões de euros nesta área, ao longo dos próximos 3 anos.

Quem transita nas ruas, estradas e caminhos Portimão facilmente constata que, em muitos casos, se encontram em péssimas condições, por há muito tempo não terem sido alvo de obras de conservação e beneficiação.

A Câmara justifica essa situação por ter vivido um período de grandes restrições financeiras que não lhe davam margem para esse tipo de obras. Com a aprovação, em finais do ano passado, de um empréstimo por parte do Estado, através do Fundo de Apoio Financeiro, passou a estar em condições de pagar o que deve aos seus fornecedores e de ficar com uma dívida de longo prazo em vez da que até aí tinha, que era, essencialmente, de compromissos já vencidos ou de curto prazo.

Isso permitiu-lhe disponibilizar uma parte das receitas para investimento, sendo que a prioridade definida passa por arranjar as vias de comunicação mais degradadas.

A primeira fase da intervenção está, neste momento, a iniciar-se e, pelo facto de envolver um número considerável de artérias, a edilidade resolveu criar um endereço electrónico (repavimentar@cm-portimão.pt) , através do qual os cidadãos podem colocar questões sobre as obras e fazer-lhe chegar informações sobre aspectos que considerem não estar a correr bem. A Câmara promete responder a todas as mensagens.

Entretanto, também já foi adjudicada a empreitada de construção de duas novas rotundas na cidade que se espera possam vir a melhorar o tráfego rodoviária. Uma delas vai situar-se junto ao Mercado Municipal e a outra na Estrada de Monchique (poucos metros após a passagem de nível ferroviária). De acordo com o contrato, esta intervenção vai custar quase 180 mil euros, devendo as rotundas ficar concluídas no prazo máximo de 6 meses.

Partilhar: