A Câmara de Portimão registou, em 2016, resultados líquidos positivos de 10 milhões de euros. Em comunicado, a autarquia destaca que se trata do melhor resultado de sempre, que supera em quase 2 milhões de euros os de 2015. Estes resultados contrastam com os que foram contabilizados entre 2011 (-20,5 milhões) e 2014 (-5,5 milhões).

Estes resultados positivos associados às verbas do Fundo de Apoio Financeiro (instrumento financeiro que permitiu, na prática, converter dívida vencida e de curto prazo em dívida de longo prazo) fez com que a autarquia tenha liquidado as dívidas que tinha para com os seus fornecedores.

Por esse motivo, e ao contrário do que acontecia até ao final do ano passado, a Câmara de Portimão deixou de estar legalmente impedida de contrair novos compromissos, uma vez que os seus fundos disponíveis passaram de negativos para positivos.

O grande objectivo agora fixado pela edilidade liderada por Isilda Gomes é avançar com intervenções de recuperação de espaços públicos (em especial, ruas e jardins) que se degradaram ao longo dos últimos anos, por falta de manutenção. Algumas obras já estão no terreno e outros deverão avançar nos próximos tempos.

A autarquia também pretende voltar a apoiar as colectividades locais e avançar com iniciativas nas vertentes da cultura, educação, desporto, juventude e apoio à actividade económica. Isto, de forma controlada, uma vez que, garante Isilda Gomes, “o rigor orçamental vai continuar a pautar a acção deste executivo municipal”.

Partilhar: