Um dos efeitos mais visíveis do mau tempo que se tem feito sentir na região algarvia foi a destruição do bar Nosolo Aqua, instalado em pleno areal da praia da Marina de Portimão.

As águas invadiram o espaço e, na Quinta-feira, até ‘saltaram’ o muro que separa aquela praia da entrada da Marina, o que levou a que as autoridades tenham-se visto na necessidade de, durante algum tempo, cortar o acesso ao local.

Esta Sexta-feira, por volta das 15 horas, altura do pico da maré alta, uma autêntica multidão fez questão de deslocar-se às imediações para testemunhar a força do mar, que, novamente, varreu todo o areal e o molhe.

Também em Faro se viveram momentos muito complicados, neste caso, não só devido à subida das águas, mas também por, na Quarta-feira, se ter formado um mini-tornado que, segundo informação divulgada pela Câmara local, levou “alguma destruição à zona ribeirinha da cidade, afectando esplanadas, embarcações e viaturas, havendo ainda a registar a queda de algumas árvores e vidros partidos. Tudo, felizmente, sem registo de quaisquer ferimentos”.

A praia de Faro também esteve no foco das atenções da Protecção Civil e da autarquia que fizeram deslocar para o local um forte contingente de operacionais e de máquinas e condicionaram o acesso.

Um pouco por todo o Algarve, o mau tempo deixou sinais da sua passagem, que consistiram, essencialmente, em queda de árvores, estruturas metálicas de pequena dimensão e sinais de trânsito.

 

Partilhar: