Assembleia Municipal de Faro aprova classificação do Ramalhete como conjunto de interesse municipal

Procedimento foi concluído após inexistência de participações durante o período de audiência prévia de interessados

 A Assembleia Municipal de Faro aprovou no passado dia 12 de maio a conclusão do procedimento de classificação do conjunto formado pelos dois edifícios da Estação Marinha do Ramalhete como conjunto de interesse municipal.

Após tomar conhecimento da inexistência de participações durante o período de audiência prévia dos interessados, a Autarquia remeteu o processo à Assembleia Municipal para aprovar a decisão final relativamente ao procedimento de classificação deste conjunto de interesse municipal.

Recorde-se que o Ramalhete, uma infraestrutura da Universidade do Algarve que desde 1994 é gerida pelo Centro de Ciências do Mar do Algarve (CCMAR), funcionando como estação experimental, é um dos poucos vestígios arquitetónicos que testemunha o património cultural decorrente da pesca do atum na região do Algarve – e o único em Faro.

A pesca do atum no Algarve remonta ao tempo dos colonos fenícios e cartagineses, havendo registos de armações fixas exploradas pelos árabes. As armações de atum dominaram, em tempos, toda a zona costeira, de Vila Real de Santo António a Aljezur, tendo sido uma importante fonte de rendimento na região até aos anos 70 do século passado, altura em que as capturas diminuíram drasticamente.

Em Faro, existiam três armações de atum: Armação do Cabo de Santa Maria, Ramalhete e Forte, sob exploração da Companhia de Pescadores do Cabo de Santa Maria, Ramalhete e Forte, criada 1899. Há registos dessas armações ocuparem, em 1935, cerca de 10 hectares de superfície do mar em frente a Praia de Faro. Os poucos vestígios que que restam delas vivem hoje sobretudo na memória dos pescadores da armação e dos algarvios mais antigos.

O conjunto da antiga Armação do Ramalhete é composto por três edifícios: o edifício principal que corresponde às instalações da antiga armação, construído em finais do século XIX, princípios do século XX, com uma área de 282 metros quadrados, um edifício secundário construído num período posterior a 1991, com uma área de 81 metros quadrados, e uma outra construção mais recente.

Câmara Municipal de Faro

Partilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Artigos Relacionados

Captura de ecrã 2024-07-23 181509

Os Bilhetes da 43ª Edição da FATACIL já se encontram à venda

Regata Lagos Palos 3

Regata dos Portos dos Descobrimentos teve partida em Lagos

2024-072-Festival-Pirata-de-Olhão-2024-site

Piratas ‘invadem’ Olhão de 24 a 27 de julho

Diretor:
Miguel Ângelo Morgado Henriques Machado Faísca
Nº de inscrição na ERC:
124728