Na região algarvia, no final de Julho encontravam-se inscritas como desempregadas, nos centros do Instituto do Emprego e Formação Profissional, um total de 9.675 pessoas.

Em comparação com o mês homólogo de 2016, trata-se de uma quebra de 26,9% (-3.552 desempregados), a maior registada no país, neste período. Mesmo em relação aos dados de Junho tratou-se de uma diminuição relevante: menos 676 desempregados na região, o que significa uma diminuição de 6,5%.

No que ao país diz respeito encontravam-se registados um total de 416.275 desempregados, menos 81.388 do que em Julho de 2016 (-16,4%).

De acordo com a mais recente informação mensal publicada pelo IEFP, “para a diminuição do desemprego registado contribuíram todos os grupos do ficheiro de desempregados, com destaque para os homens (-43-840; -18,9%), os adultos com idades iguais ou superiores a 25 anos (-70.633; -16,0%), os inscritos há menos de um ano (-48.282; -19,1%), os que procuravam novo emprego (-73.340; -16,1%) e os que possuem como habilitação escolar o 1º ciclo do ensino básico(-17.821; -17,5%).”

Partilhar: