Somos verdadeiras Máquinas Produtivas hoje em dia!

Como podemos produzir mais por menos?!

Temos sempre a vontade de chegar mais longe nos nossos negócios! Somos Homens e Mulheres da “Eficiência Moderna”! Os sistemas para que funcionem correctamente dependem em 1º lugar dos decisores que os constroem por necessidades de desenvolvimento empresarial.

A Alavancagem entra neste cenário como uma ferramenta de auxílio complementar à gestão mais eficiente! Deste modo podemos distinguir quatro áreas fundamentais onde esta se distingue:

1ª) Formação e Recursos Humanos

Os recursos humanos pertencem a um dos departamentos mais preciosos de qualquer organização, pois são as PESSOAS que fazem funcionar os sistemas e todas as operações para se tornarem mais eficientes!

Assim, devemos de estimular a que os RH das empresas possam evoluir na formação que recebem e na concepção de estruturas mais adequadas a esse crescimento.

O Capital Humano é o bem activo mais valioso das empresas! Uma empresa sem as pessoas certas a tomarem decisões e a gerirem as operações convenientemente torna-se num desafio permanente. O planeamento da formação desses recursos humanos, numa programação anual, seguindo as verdadeiras necessidades formativas, leva ao aumento da produtividade empresarial.

2ª) Sistemas e Tecnologia

Outras áreas mais evidentes na era digital que estamos a atravessar, são os sistemas e a evolução da tecnologia. Muitas vezes perde-se grande parte do tempo na execução das tarefas sem as registar e isso torna vagarosa a organização.

Os sistemas permitem-nos navegar dentro da informação mais facilmente. Assim, esta fica mais segmentada e melhor direccionada. Um Manual de Procedimentos funcional é uma das ferramentas mais poderosas de uma empresa! Já tem o seu elaborado?!

3ª) Distribuição e Entrega

Os canais de distribuição podem ter um peso determinante no sucesso de um negócio, bem como a entrega dos produtos e serviços e a sua comunicação para o mercado. Quem não gosta de poder contar com a eficiência de um bom serviço, por exemplo.

Alguém nos diz que vai entregar uma pizza em meia hora e aparece depois de duas horas com a pizza fria! Confiam nessa empresa?! Voltam a adquirir os seus produtos ou serviços?

A consistência na entrega traz-nos a confiança que precisamos para estabelecer uma relação profissional saudável!

4ª) Testar e Medir

A área financeira de uma empresa necessita de estar, igualmente, organizada para ser funcional. Se não existirem parâmetros pelos quais nós possamos medir o que se passa dentro do negócio, não temos indicadores de gestão e não conseguimos encontrar o pulso ao negócio. E as arritmias sucedem-se!

Precisamos de construir indicadores de gestão e também KPI´s (Key Performance Indicators) – Indicadores Chave de Desempenho. Deste modo podemos obter análises numéricas de todo o nosso trabalho executado!

No meu trabalho como Coach de Negócios preocupo-me em seguir estas quatro áreas de alavancagem para melhorar a performance das Empresas e das suas Equipas.

Observo que no Algarve ainda temos um percurso a efectuar em algumas destas áreas, mas no entanto a consciência empresarial é cada vez maior!

Continuação de uma EXCELENTE semana com EXCELENTES Negócios!

Artigo relacionado:

A força da diferenciação

A mudança nas empresas

O treinador de empresários

 

Partilhar: