Entre julho e setembro transacionaram-se 3.334 imóveis no Algarve, divulgou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Pelas contas daquele organismo, este foi o quarto trimestre consecutivo em que se registou uma redução no número de vendas na região, fixando-se em -10,0% no 3º trimestre.

O valor das vendas aproximou-se dos 632 milhões de euros (uma média de 210 milhões de euros por mês), menos -0,3 pontos percentuais (p.p.) face ao trimestre homólogo.

Ao longo deste período, no país realizaram-se 45.830 transações de imóveis, o que representa uma redução de 0,2% por comparação com o mesmo trimestre de 2018. O valor das transações aproximou-se dos 6,5 mil milhões de euros, mais 3,0% que no 3º trimestre de 2018.

Das vendas realizadas, 85,2% respeitaram a habitações existentes, perfazendo um total de 39.054 unidades, mais 0,2% face ao 3º trimestre de 2018. A redução observada no número de transações no trimestre deveu-se às habitações novas, com uma variação homóloga de -2,5%.

Partilhar: